quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Polícia prende dois acusados da morte do professor em Coroatá


O professor Leonel Pereira Filho, de 25 anos, lecionava no Colégio Zeca Branco, em Pedreiras
Um fato curioso aconteceu hoje (18), em Coroatá (MA), durante o velório do corpo do professor Leonel Pereira Filho, assassinado ontem à noite. Policiais civis adentraram o velório; eles procuraram familiares e a namorada do professor vitimado em uma tentativa de assalto.

Os policiais estavam com fotos de dois jovens presos minutos antes, acusados do assassinato. A namorada examinou as fotos e confirmou que se tratavam dos assassinos.

O fato curioso aconteceu em decorrência da presença de policiais no velório. Populares imaginaram que os assassinos estavam entre eles e que a polícia estava no local para prendê-los. Temendo confronto e tiroteios houve um princípio de tumulto e a maioria das pessoas deixaram o velório às carreiras em pânico.

Depois do tumulto, os policiais civis acalmaram os populares, informando que estavam no velório para que a namorada da vítima, testemunha do assassinato, fizesse o reconhecimento dos acusados.

“Estamos aqui para informar que eles foram presos, ainda vamos identificar qual dos dois efetuou os disparos que ceifaram a vida do professor; um deles é menor de idade, estão presos e agora vamos colher os depoimentos”, explicou um policial civil.
Continua...

Os presentes aplaudiram os policiais civis em razão da notícia que os criminosos já estavam presos.

As informações desta postagem foram repassadas a redação do blog do Carlinhos, às 17h00 desta quinta-feira (18), por uma professora de Pedreiras que estava no velório.

Como foi o crime
 
O crime aconteceu na Rua Yomar Trovão, Bairro Trizidela, na cidade de Coroatá, na noite desta quarta-feira, 18/02, por volta das 22h30; o professor de Matemática Leonel Pereira Filho, 25 anos, que lecionava no Complexo Educacional do Ensino Fundamental em Coroatá e no Colégio Zeca Branco, em Pedreiras, foi morto após reagir a um assalto. 


O professor estava na casa da namorada, quando foi abordado por dois elementos que chegaram armados, querendo roubar sua moto; Leonel teria recusado entregar a moto e tentou tomar a arma do bandido, mas levou um tiro à queima roupa no peito. Após os disparos, os criminosos fugiram sem levar nada. Uma equipe do SAMU foi acionada, porém, o professor Leonel morreu no local.  
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário