segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Vice vai ser empossado após prisão de prefeito acusado de estupro no MA


(G1/MA)

No último sábado (13), completou 15 dias que o prefeito de Santa Inês (MA), Ribamar Alves (PSB) está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Em cumprimento ao que determina a Constituição Federal, nesta segunda-feira (15) pela manhã o vice-prefeito, Edinaldo Alves Lima (PT), vai ser empossado. O vice-prefeito se reuniu no fim de semana com advogados e vereadores da cidade e apenas aguardava os prazos legais.
Continua...

O clima na cidade é de muita expectativa, já que além de empossar o vice, os vereadores decidem nesta segunda-feira se o prefeito preso perde ou não, definitivamente, o mandato.

A defesa de Ribamar Alves já impetrou 10 pedidos de habeas corpus. Todos eles foram negados. Na tentativa de se livrar da prisão e de salvar o mandato, o prefeito até trocou de advogado. Saiu Ronaldo Ribeiro e assumiu a causa Luiz Freitas Sabóia.

A Associação Comercial de Santa Inês havia pedido à Câmara Municipal que afaste definitivamente do cargo o prefeito Ribamar Alves. A entidade considera que diante do afastamento sem licença prévia da Câmara, o prefeito encontra-se impedido de exercer suas funções constitucionais. No pedido, a associação disse ainda que o prefeito tem precedido de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo.

O prefeito está detido no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde 29 de janeiro, depois que Alves foi preso em flagrante pelo estupro de uma estudante de 18 anos. No pedido feito nesse fim de semana, a defesa do prefeito alega que os argumentos utilizados ‘não são apoiados em fatos concretos, mas em ilações abstratas’. O prefeito nega a acusação e diz que a relação sexual aconteceu com a permissão da jovem.

Derrotas na Justiça


Dias após após sofrer uma derrota no Superior Tribunal de Justiça (STJ), a defesa do prefeito de Santa Inês (MA) – cidade localizada a 250 km de distância de São Luís, no oeste do Maranhão –, José de Ribamar Costa Alves (PSB) teve outro pedido de habeas corpus negado, desta vez no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), em 2º Grau. O pedido do advogado Raimundo Nonato Sousa Araújo foi negado durante o plantão judicial do fim de semana de Carnaval pelo relator plantonista, desembargador José de Ribamar Castro.

2 comentários:

  1. A primeira vez que ouvi falar que alguém estuprasse alguém em um motel, não conheço este homem mais de uma coisa eu tenho certeza alguma coisa está muito errada nesta história, sou morador de Igarapé Grande MA

    ResponderExcluir
  2. Estuprada? 18 anos? Motel? Kkkkkkk brincadeira né, as meninas novinhas de hoje tudo se oferecendo pra homem rico e é estupro? Ela deveria era tomar vergonha na cara e a familia dela também, querendo tirar dinheiro do besta do prefeito. Não acredito nunca que seja estupro.

    ResponderExcluir