terça-feira, 26 de abril de 2016

Aconteceu um assalto inusitado, em Pedreiras


Acompanhe a história...

- Boa noite é da pizzaria...?

- Sim, é da Pizzaria... o que deseja?

- Vocês fazem entregas de pizzas a domicílio?

- Fazemos sim, senhor.

- Quero pedir uma pizza.

- Qual é o sabor?

- Quero de calabresa...

- Ah, o senhor pode pedir a metade de calabresa e a metade de outro sabor.

- Então, o que você recomenda?

- Está saindo muito pizza mexicana, ela muito saborosa e bem apimentada.

- Tá feito, quero uma pizza metade calabresa e metade mexicana.

- Qual é o tamanho, senhor?

- Uma média, só pra mim mesmo.

- Deixa eu anotar aqui: pizza média, metade calabresa e metade mexicana. O valor com a entrega fica em 36 reais.

- Certo, pode mandar pra minha casa.

- Qual é o endereço?

- Aqui, no Parque Henrique, Rua... número... a casa fica depois da subida da ladeira.

- Senhor, não foi ai, nesse mesmo lugar, que mataram um adolescente, esquartejaram o corpo dele em um monte de pedaços e ainda comeram o fígado dele?

- Foi, mas quem fez isso tão preso, agora aqui só ficou pai e mãe de família. Só trabalhador, como eu que trabalha até de noite.

- Tá bom, acredito, vamos mandar a pizza para sua casa.

40 minutos depois...
Continua... 

- Boa noite, Pizzaria...

- Oi, eu pedi uma pizza aqui, em uma casa do Parque Henrique, até agora não chegou...

- O entregador já tá saindo, senhor, é que esperamos completar pelo menos três pedidos para ele fazer as entregas.

- Ah, entendi...

- Mas ele já está indo. O senhor vai precisar de troco?

- Precisar de troco, como assim?

- Caso o seu dinheiro não esteja trocado, a gente manda o entregador levar o troco.

- Pois não tá trocado, não! Traga troco para 100 reais.

- Ok; pizza média, metade calabresa, metade mexicana para o Parque Henrique e levar troco para 100 reais; o valor da pizza é 36 reais, então o troco é de 64 reais.

- Isso mesmo, manda logo que já estou subindo pelas paredes de fome.

- Rsrsrsrsrs. Já está a caminho, senhor.

20 minutos depois, próximo a meia noite, o entregador das pizzas chegou ao Bairro Parque Henrique. A motocicleta começou subir a ladeira, de repente, um homem armado saiu do meio do mato, apontando um revólver para ele.

- Para, para.

O entregador assustado ainda tentou acelerar, porém, a moto sem muita potência na subida tornou-se um alvo fácil para o criminoso. Ele a agarrou pela rabeta e foi logo gritando.

- Cadê a minha pizza media, metade calabresa e metade mexicana e mais o meu troco de 100?

O entregador compreendeu na hora que caiu em uma cilada.

- Sim, tá tudo aqui. Vou lhe entregar.

O homem, com o revólver apontado para o rosto do entregador, continuou exigindo.

- Aproveita para me dá tudo o que tu tem na tua carteira, o teu celular e a minha pizza que tô subindo nas paredes de fome.

No dia seguinte, o entregador estava registrando o B.O. no DP de Pedreiras com o sorriso estampado no rosto.

- O senhor foi assaltado e parece que tá é feliz... disse um repórter de televisão.

- Sior, eu tô é feliz mesmo por está aqui com vida; graças a Deus que ele só levou a pizza, o dinheiro e o celular, mas deixou a minha moto e o meu fígado. Esse povo é doido para mandar entregar pizzas à meia noite naquele lugar. 

2 comentários:

  1. Não teve a menor graça. Não se brinca com os sentimentos das famílias alheias.

    ResponderExcluir
  2. TUDO O QUE NÃO PRESTA NA CIDADE GRANDE PRINCIPALMENTE EM SÃO PAULO ESSE POVO DO NORDESTE DA APRENDENDO. E TÁ ATÉ PIOR QUE NA CIDADE GRANDE. ANTIGAMENTE INTERIO ERA. BOM MAIS HOJE TA TRISTE. QUE SAUDADES DOS BONS TEMPOS EM QUE VIVIEMOS LIVRES SEM MEDO.
    O CONSELHO TUTELAR ACOU COM AS FAMILIAS.

    ResponderExcluir