sexta-feira, 22 de abril de 2016

Ana do Gás participa de Ato em Defesa da Democracia promovido pelo PCdoB


A deputada estadual Ana do Gás (PCdoB) participou na noite da última quarta-feira (20) do Ato em Defesa da Democracia e da Constituição. Promovido pelo Partido Comunista do Brasil, o encontro reuniu vereadores, secretários estaduais e municipais, movimentos sociais, sindicais, entidades e representantes partidários na Assembleia Legislativa do Maranhão.

O Ato em Defesa da Democracia e da Constituição homenageou os deputados federais da bancada maranhense que votaram contra a autorização do impeachment da presidenta Dilma Rousseff no último domingo (17).

Os parlamentares Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Weverton Rocha (PDT), Waldir Maranhão (PP), Zé Carlos (PT) e Júnior Marreca (PEN), além do deputado federal pelo Rio de Janeiro, Wadih Damous (PT), foram homenageados com uma placa entregue pelo governador Flávio Dino e pelo presidente do PCdoB do Maranhão, Márcio Jerry.
Continua...
Flávio Dino justificou o Ato como uma condecoração à coragem, determinação e atitude dos parlamentares, da presidenta Dilma Rousseff e dos movimentos sociais que combatem a tentativa de golpe que está em curso no país. “Não tenham dúvida de que nesse teatro todo existe uma série de atitudes que se explicam pelo secular e entranhado machismo”, defendeu Dino.

O presidente do Diretório Estadual do PCdoB, Márcio Jerry, afirmou que o Maranhão deu mais uma contribuição ao Brasil com o Ato. “É o momento de reconhecer a firmeza e compromisso dos deputados que estão aqui hoje", pontuou Jerry.

Para o parlamentar Rubens Pereira Júnior, o movimento golpista foi uma vingança do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, pelo PT não ter apoiado o arquivamento do processo dele no Conselho de Ética. “Votei achando que a gente era uma minoria. Chego aqui e vejo que essa coragem não é individual, não é só de alguns deputados federais maranhenses, de um governador ou de um partido. É a coragem legítima do povo maranhense e do povo brasileiro”, destacou o deputado.

O atual vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão, frisou que o mundo está acompanhando o cenário político brasileiro. “Muito se tem dito que o povo é soberano e em respeito a essa soberania é que não vai ter golpe”, enfatizou Waldir.

O deputado Wadih Damous lembrou a rebeldia e a história de lutas da Ilha Rebelde. Já Weverton Rocha chamou a atenção para a ameaça que um impeachment traz às conquistas sociais.

Ao lado de colegas de plenário e de partido como Othelino NetoLevi Pontes, Glaubert Cutrim, Rafael Leitoa, Fábio Macedo, Professor Marco Aurélio, Zé Inácio, Bira do Pindaré e Raimundo Cutrim, Ana do Gás disse que a classe política e o povo devem lutar pelo respeito à Constituição. "Não podemos permitir que se atropele a nossa Carta Magna e vamos defender essa conquista até o fim", defendeu a parlamentar.











Um comentário:

  1. ESSES VAGABUDOS TAO PRESISANO MESMO E DE UM PAR DE AUGEMAS.

    ResponderExcluir