quarta-feira, 13 de abril de 2016

Assaltante linchado em Pedreiras ainda não se recuperou


Daniel Pacedônio, 20 anos, ainda não se recuperou do linchamento que sofreu na tarde do último dia 6. O pai dele esteve na delegacia de Pedreiras para tentar liberar a motocicleta que foi usada pelo jovem para praticar assaltos em Pedreiras e Trizidela do Vale. Segundo o pai, a família precisa vender a moto para comprar remédios e custear o tratamento do filho que está muito enfermo e sofre convulsões violentas.
Entenda o caso, em continua...

No dia 6 de abril, Daniel foi agredido por populares no Bairro Maria Rita depois que tomou de assalto o celular de uma mulher no bairro do Matadouro, em Pedreiras (MA).

Moradores da comunidade que presenciaram a ação criminosa saíram em perseguição do ladrão. Durante a fuga, ele colidiu a moto em uma mulher que estava com uma criança de colo, abandonou o veiculo e tentou fugir através de um igarapé. Os populares, ainda mais revoltados, cercaram o igarapé e acompanharam as peripécias do bandido fujão.

Ele tentou continuar a fuga pelo Bairro Maria Rita, porém, foi pego pelos populares, sedentos por fazer justiça com as próprias mãos. Revoltados com a onda de assaltos que assola a cidade, começaram um processo de linchamento do ladrão.

Daniel apanhou muito, porém, não morreu, porque um morador do bairro Maria Rita suplicou aos populares para cessar o linchamento.

A Força Tática esteve no local e conduziu o ladrão para receber atendimento no hospital, em seguida, ele será levado para a sede da 14ª Delegacia Regional, em Pedreiras. O assaltante foi identificado como Daniel Pacedônio, 20 anos, morador da Rua São João, Bairro do Engenho.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário