quarta-feira, 18 de maio de 2016

MP e Polícia Civil realizam operação em São Raimundo do Doca Bezerra


Na manhã desta terça-feira (18), policiais civis estiveram em São Raimundo do Doca Bezerra (MA) investigando denúncia de irregularidades de transferência de títulos eleitorais.

A operação, comandada pelo delegado Diego Maciel e pelo promotor de Justiça da Comarca de Esperantinópolis, Dr. Xilon de Sousa Júnior, esteve na Escola Municipal Francisco de Assis, localizada na sede, com mandado de busca e apreensão.

Segundo fontes da Prefeitura de São Raimundo do Doca Bezerra, os policiais civis e o promotor foram extremamente corteses durante toda operação. Solicitaram informações referentes a dois estudantes que usaram documentações da referida escola para transferência de domicilio eleitoral. A diretora confirmou que as pessoas citadas estão devidamente matriculadas na escola e apresentou a documentação escolar dos mesmos.
Continua...

Dando seguimento a investigação, a diretora foi levada para ser ouvida no DP de Esperantinópolis, onde reafirmou que as duas pessoas são de fato alunos da escola. Depois de ouvida, a diretora retornou para São Raimundo do Doca Bezerra, em tempo de voltar ao trabalho.

O promotor Dr. Xilon, disse que as investigações correm em segredo de justiça, mas que se trata de uma investigação depois de uma denúncia de cunho eleitoral.

Segundo o promotor, a depoente, que estava acompanhada de advogado, foi ouvida, liberada e que todo o processo investigatório deve ser concluído próximo dois dias.

Segundo advogados da Prefeitura de São Raimundo do Doca Bezerra, esse tipo de ação de investigação de transferência de títulos eleitoral é perfeitamente normal em ano eleitoral.



Com informações e fotos do Blog do Carlos Barroso

4 comentários:

  1. Ela teve uma desinteria quando viu os homens

    ResponderExcluir
  2. E coisa de oposição por quer não tem voto pra se eleger e ficam com inveja de quem tem

    ResponderExcluir
  3. Vão ficar loucos por quer vereador brao e arlene vão se reeleger

    ResponderExcluir
  4. Alguém me disse que essa batida também foi à caça de uma mulher,Diretora de uma escola de segundo grau, na cidade de Poção de Pedras pois ela assinou varias declarações falsas para assim, conseguir transferir eleitores de Esperantinópolis para Poção e foi por isso que o número de eleitores da terra da esperança, baixou para pouco mais de 11 mil eleitores.
    Um crime que deve ser punido rigorosamente, pois além de ser falsidade ideologia, crime previsto no Código do Processo Penal, pode interferir e decidir uma eleição em favor de um candidato e de um grupo.
    certamente, por traz disso tudo tem uma equipe de políticos e apoiadores e até possivelmente pessoas de notável saber Jurídico, ajudando na prática do crime.

    ResponderExcluir