quarta-feira, 29 de junho de 2016

Governador Flávio Dino declara guerra aos policiais civis do Estado



Após o encerramento da greve pela categoria e a recusa em aceitar a proposta feita pelo governo que não cobria nem mesmo a inflação do período correspondente, os policiais civis do estado do Maranhão decidiram iniciar o movimento conhecido por Polícia Legal.

Tal movimento consiste em realizar as atribuições de polícia judiciária estritamente de acordo com a lei, o que na atual circunstância em que se encontra a instituição no Estado, representa, na verdade, uma greve, tendo em vista que tais agentes não possuem as mínimas condições de realizarem seu trabalho, principalmente em cidades do interior.
Continua...

Pois bem, as represálias por parte da secretaria de segurança pública, comandada por Jefferson Portela, já se iniciaram. Na cidade de Pinheiro, por exemplo, onde Investigadores e escrivães tem aplicado o “Polícia Legal”. O delegado responsável pela regional, sob ordens do secretário, extinguiu o regime de plantão e ordenou que os policias se apresentassem na regional, mesmo aqueles que trabalham em cidades vizinhas, e que não dão expediente no local, pra confirmar presença, sob pena de levar falta.

Tal atitude penalizou os policiais que estão apenas trabalhando dentro dos limites legais. Dentre as justificativas absurdas usadas pelo delegado Carlos Renato Oliveira de Azevedo, está o fato de os policiais terem saído do grupo de whatsapp da regional, criado por ele.


A República fundada pelo governador Flávio Dino, como ele mesmo se referiu quando tomou posse, parece estar se transformando em uma ditadura.

- Diego Emir

3 comentários:

  1. esse aí n tem chance em 2018, vai ser brandao candidato e perdem mais facil ainda

    ResponderExcluir
  2. Nunca mais ganha uma eleição nem para Vereador na capital.

    ResponderExcluir
  3. proxima governadora do maranhao e maura jorge, que tem percorrido o maranhao e recebendo grandes apoios em todas as cidades.

    ResponderExcluir