segunda-feira, 6 de junho de 2016

O alerta de Hildo Rocha: “O Maranhão corre o risco de desperdiçar as potencialidades do Porto do Itaqui!”


Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, o deputado Hildo Rocha (PMDB/MA) disse que a inauguração da nova eclusa do canal do Panamá representa uma oportunidade histórica para o Maranhão.  Rocha lembrou que, em função das suas características, o porto do Itaqui tem capacidade para receber navios pós-panamax, denominação dada aos navios de grande porte que não podem atravessar o Canal do Panamá, porque as dimensões das antigas eclusas são pequenas para esse tipo de embarcação. A nova eclusa foi projetada para suprir essa demanda.

Mas, segundo o parlamentar, por falta de interesse do Governador Flávio Dino o Maranhão poderá desperdiçar a grande oportunidade de se beneficiar da nova realidade que surgirá com a abertura da nova eclusa do Canal do Panamá.

 “Durante os mandatos de Roseana Sarney o Itaqui recebia grandes investimentos. Roseana ampliou a capacidade do porto, com a instalação até do Tegran (Terminal de Grãos) e, com isso, atraiu grandes indústrias, como a Suzano. Mas atualmente até mesmo a balança do porto está quebrada; o pátio cheio de buracos; e as tarifas praticadas no Maranhão são as maiores do país. Isso desestimula os investidores, encarece os produtos e prejudica o nosso Estado”, lamentou.

Patrimônio do Maranhão

Rocha enfatizou que o porto do Itaqui é um patrimônio de inestimável importância para a economia maranhense. “O Itaqui é um grande patrimônio do Maranhão que começou a ser construído em 1966, pelo então governador do Maranhão José Sarney, que por ser um grande visionário percebeu que naquele local poderia ser construído um porto para alavancar o desenvolvimento de São Luís e de todo o estado", destacou.
Porto do Itaqui
Descaso

O deputado enfatizou que é necessário o povo maranhense tomar conhecimento do que está acontecendo de fato no porto do Itaqui. “Hoje, na verdade o Porto do Itaqui serve mais de cabide de empregos do que gerador de desenvolvimento, serve muito mais para empregar camaradas do governador Flávio Dino do que atrair empreendimentos para o estado ”, declarou Rocha.

O parlamentar disse ainda que há indícios de que o Governador Flávio Dino esteja usando a Emap – Empresa Maranhense de Administração Portuária, estatal que administra o Itaqui, para fazer promoção pessoal com dinheiro público. “Além de bancar a promoção pessoal do governador, o Itaqui serve ainda como fonte de manutenção do Partido Comunista porque os trabalhadores do porto, que são filiados ao PCdoB, são obrigados a repassar um percentual do salário para o partido", afirmou.

Em função da falta de interesse do Governador e dos desmandos apontados, Rocha defende que o porto volte a ser administrado pela Companhia de Docas do Maranhão, órgão do Governo Federal. “A política econômica do governador é equivocada e prejudicial à economia do nosso Estado. Não há investimentos; ele não estimula a vinda de grandes empresas para gerar empregos e impostos. Se bem administrado o Itaqui se fortalecerá, irá criar oportunidades de trabalho e gerar riquezas. Mas, se continuar sendo administrada de acordo com o modelo comunista implantado por Flávio Dino fatalmente essa oportunidade será desperdiçada. Vamos perder a condição de transformar o porto do Itaqui em Hub Port (porto concentrador) para o Pará, Pernambuco ou Ceará”, alertou Rocha.

0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário