terça-feira, 7 de junho de 2016

Sobre o caso do homem que matou a mulher em Pedreiras


Antônio José, acusado
Aidene, vítima
A versão do acusado

O blog do Carlinhos recebeu mais informações sobre o caso do feminicídio, ocorrido na cidade de Pedreiras (MA), no último final de semana. O crime chocou Pedreiras.

Aindene Ferreira da Conceição, de 31 anos, foi assassinada com golpes de faca desferido pelo seu ex-companheiro, Antônio José Soares da Silva, de 57 Anos.

O blog do Carlinhos teve acesso ao depoimento do acusado.

Segundo Antônio José, o casal está separado há algum tempo. Sua ex-companheira, Aidene estava com os filhos na casa da mãe dela e ele permanece morando na casa do conjunto Porto Seguro, Bairro do Engenho, em Pedreiras.

Na versão de Antônio José, apesar da separação, ele e Aidene continuavam se encontrando e saindo juntos. Na noite do último sábado (04), eles participaram do festejo de Santo Antônio de Pádua, estiveram ingerindo cerveja num bar, participaram de festa em Trizidela do Vale com a Banda de Mateus Sousa e, terminaram a noite, no Clube Chacal, onde teve uma festa com a banda Skema 5.

Por volta das 2h da madruga do domingo, eles voltaram para casa.

Na versão do acusado, no interior da casa aconteceu uma forte discursão depois que Aidene teria dito que voltaria sozinha para festa no Clube Chacal; Antônio José não permitiu; ela se armou de uma faca e o ameaçou.

“Agora diz que tu não vai me deixar ir para festa?”
Continua...

Eles entraram em briga corporal, ela teria ferido ele com alguns golpes e, em seguida, completamente fora de si, ele a matou com golpes de faca.

Antônio José ficou trancado em casa, sozinho com o corpo da ex-companheira, jogado em um canto, até meio dia do domingo, quando a família estranhou a ausência de Aidene e alertou a polícia.

Sobre a motocicleta Pop

Antônio Jose afirmou ter sido ele que deu as cartelas do Bingão do Dias das Mães de Trizidela do Vale para Aidene marcar; ela foi sorteada, ganhou a motocicleta, porém, ele insistiu para ela vender a moto e dividir o dinheiro com ele, em decorrência que as cartelas eram dele; porém, ela não atendeu. 

Lembrando que nesta postagem apresentamos a versão do acusado, a polícia continua investigando para fechar o inquérito. 

0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário