sexta-feira, 1 de julho de 2016

Comissão da Câmara Federal fiscalizará obras do sistema Italuis


A Comissão de Fiscalização e Controle, da Câmara Federal, virá ao Maranhão fazer visita técnica às obras do Sistema Italuis e duplicação da BR-135. O autor do requerimento, deputado Hildo Rocha, destacou que o governo que assumiu o comando da obra há um ano e meio não conseguiu concluir a obra. Rocha argumentou que dezembro de 2015, quando a governadora Roseana Sarney deixou a chefia do poder executivo estadual, 80% da obra estava pronta.

“A população precisa saber os motivos pelos quais o andamento da obra é tão lento. Pelo tempo que o governador Flávio Dino assumiu já dava para ter concluído os 20% restantes. Por esse motivo, apresentei requerimento para visita técnica seguida de mesa redonda com técnicos da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) para que eles possam explicar aos deputados os motivos da lentidão”, justificou Rocha.
Continua...
Racionamento

Rocha disse que a lentidão da obra causa transtornos porque o sistema atual não permite que a Caema possa bombear água na quantidade suficiente para atender as demandas da população. “O Italuis foi implantado, pelo então governador João Castelo, hoje deputado federal, em 1982. Quando foi inaugurado, abastecia 60% da capital maranhense. Acontece que São Luis cresceu e se desenvolveu enquanto que a capacidade de bombeamento diminuiu”, destacou o deputado.

Adutora frágil

O deputado disse que a salinidade do solo do campo de Perizes desgastou e fragilizou a tubulação. “Se aumentar o bombeamento a pressão da água estoura os canos. Para solucionar essa questão, em 2012 a governadora Roseana Sarney firmou parceria com o governo federal para a implantação de nova rede adutora com canos de aço especial apoiados em pilotis (pilares de concreto). Isso dará maior durabilidade ao sistema e irá acabar com o racionamento. Parte da população é abastecida apenas dois dias durante a semana”, enfatizou Rocha.

Auditoria

O parlamentar enfatizou que dependendo dos resultados da visita técnica a comissão poderá solicitar auditoria conjunta com a participação da CGU (Controladoria Geral da União) e TCU (Tribunal de Contas da União). A inclusão da BR-135, na vistoria, foi sugerida pelo deputado Alberto Filho. A inspeção acontecerá segunda-feira, 11 de julho.
Assessoria.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário