quarta-feira, 21 de setembro de 2016
São Luís Gonzaga
Na ultima terça-feira (20), uma moradora de São Luís Gonzaga (MA), identificada como Rosinete Rodrigues Vieira, procurou o gabinete da Promotoria de Justiça da Comarca e, mostrando muita indignação, denunciou que teve o beneficio do Bolsa Família suspenso por recusar a votar no candidato apoiado pelo prefeito.

De acordo com a declaração registrada na Promotoria, a moradora afirma que foi procurada por três mulheres: a esposa de Neto Fortes, candidato a prefeito da situação, a secretária municipal de Assistência Social e uma terceira pessoa.

Elas pediram para a dona de casa votar no candidato a prefeito (...), nas eleições do dia 2, porém, a moradora respondeu que não tem nada contra o candidato Nato Fortes, mas que não irá votar nele.
  
Continua...

A denunciante declarou ainda, que logo no dia seguinte foi surpreendida por funcionários da Secretaria de Assistência Social, devidamente fardados, sob alegação de que estariam fazendo uma fiscalização do cadastro do Bolsa Família, momento em que comunicaram que ela teria o benefício “cortado”, já que o Ministério Público teria informado a situação “irregular” à Secretaria Municipal de Assistência Social.

“Não resta outra explicação se não for perseguição política, vivemos em um país democrático ou pelo menos é o que pensamos, onde já se viu só porque fulano não vota em beltrano vai ser perseguido e até prejudicado, é preciso que o Ministério Público que já foi informado tome medidas urgentes, isso não pode mais ocorrer de forma alguma à época do coronelismo já acabou faz tempo”.

Leia  a cópia das declarações ao MP de São Luís Gonzaga 


Com informações do Blog do Vanilson Rabelo 

0 comentários:

Postar um comentário

Quarta e quinta em Bernardo


Nesta sexta-feira, 28


Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Dia 29 em Esperantinópolis


Bruno e Marrone em Lago da Pedra


Publicidade:


,

Matricule-se no Faculdade W. F.



+ Lidas