quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Escutec mostra virada de Braide sobre Edivaldo Júnior, mas em situação de empate técnico


Candidato do PMN tem 44,27% das intenções de voto, segundo a pesquisa; Edivaldo Holanda Júnior aparece com 40,09%
A primeira pesquisa Escutec/O Estado de intenções de voto realizada no 2º turno da eleição em São Luís aponta para uma virada do candidato do PMN, deputado estadual Eduardo Braide, sobre o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), candidato à reeleição pela coligação “Pra seguir em frente”.

Depois de terminar o 1º turno com 21,34% dos votos válidos e surpreender ao ultrapassar apenas na reta final de campanha o candidato do PP, também deputado estadual Wellington do Curso, Braide mantém a curva de crescimento.

Ele já aparece com 44,27% das intenções de voto. Edivaldo Júnior, por outro lado, mantém percentual parecido do recebido no dia 2 de outubro, com 40,09%.
Continua...

Dos entrevistados, 6,64% declararam não votar em nenhum deles e outros 9% não responderam ou ainda não sabem em quem votar no dia 30. Se considerados apenas os chamados votos válidos – excluídos os eleitores que dizem não saber, que não responderam ou que não votam em nenhum dos postulantes ao cargo de prefeito –, o candidato do PMN tem crescimento de mais de 30 pontos percentuais e, se a eleição fosse hoje, teria 52,48%. Já o pedetista tem 47,52% - eram 45,66% no 1º turno.

A pesquisa Escutec, contratada pelo jornal O Estado, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-03647/2016 e ouviu 1.100 eleitores ludovicenses, nos dias 10 e 11 de outubro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais, ou para menos – o que ainda leva os dois oponentes a uma situação de empate técnico -, e o intervalo de confiança é de 95%.

Rejeição – O instituto Escutec também apurou a rejeição dos dois candidatos na disputa pela Prefeitura de São Luís.

Segundo os dados do levantamento, o mais rejeitado é o prefeito Edivaldo Holanda Júnior: 36,27% dos eleitores entrevistados declararam não votar no candidato pedetista de jeito nenhum – o percentual é parecido com o pico de rejeição do atual prefeito no 1º turno, quando ainda havia nove candidatos na disputa. Já o candidato do PMN é rejeitado por 29,64%.

Eleitores que disseram não rejeitar nenhum deles somaram 4,55% e, ainda, 29,55% não sabem se rejeitam algum deles.

Grande maioria do eleitorado já definiu voto

Um dos aspectos levantados na pesquisa Escutec/O Estado diz respeito ao percentual de eleitores que já definiram seu voto, sem possibilidade de mudança.

Segundo a pesquisa, a grande maioria dos ludovicenses já decidiu em quem votar no 2ºturno da eleição para prefeito da capital, e não admite trocar de candidato.

Os que se consideram “definidos” são nada menos que 83,09% dos 1.100 eleitores entrevistados. De outro lado, 10,09% ainda admitem mudança no voto até o dia 30 de outubro. Outros 6,82% disseram não saber ou não responderam ao questionário.

Nesse caso, admitindo-se os números da consulta, Eduardo Braide e Edivaldo Holanda Júnior teriam apenas 16,91% do eleitorado de São Luís abertos à possibilidade de votar em um candidato diferente do escolhido no momento atual da disputa.

Fonte: Jornal O Estado do Maranhão
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário