sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Médicos são homenageados em Sessão Solene


O deputado Hildo Rocha representou o PMDB na Sessão Solene realizada pela Câmara Federal em homenagem ao Dia do Médico. O parlamentar destacou que entre as diversas atividades profissionais ligadas à área da saúde, os médicos são os primeiros a serem lembrados e procurados. “A medicina é, e sempre será, a primeira das profissões da saúde a ser lembrada, afinal, por meio da orientação do médico é que o paciente recebe orientações adequadas de tratamento”, destacou o parlamentar.

Avanços

Rocha enfatizou que os avanços da medicina abrem perspectivas animadoras. “A medicina avança rápido, e as promessas são fantásticas. É incrível pensar que, no começo do século 20, a ciência ainda estava descobrindo a genética e que, apenas um século depois, já começamos a explorar as possibilidades da terapia gênica. Em outra frente de pesquisas, as células-tronco podem levar à regeneração de tecidos e daí à cura de doenças cardíacas, da artrite degenerativa e da reumatoide, de lesões à medula espinhal e de outras mazelas”,

Continua...


Condições de trabalho

O deputado destacou ainda as adversidades enfrentadas pela categoria. “No ano passado, a campanha do Conselho Federal de Medicina destacou a falta de condições de trabalho enfrentada por muitos médicos, que têm de fazer sacrifícios para superar a falta de remédios, de equipamentos, de vagas hospitalares, e até de instalações adequadas”, disse.

Rocha disse que há casos em que médicos tiveram de comprar materiais, pagar exames, e preparar refeições para acompanhantes de pacientes (porque a empresa responsável havia suspendido o fornecimento), e outras situações dramáticas.

“Isso tem que acabar. É ruim para os pacientes, e é ruim para os próprios médicos. Não é fácil ser tido como responsável pelo bem-estar de todos que acorrem a um posto de saúde e não ter sequer condições de atendê-los. Uma entidade norte-americana calculou que as taxas de depressão e de suicídios entre médicos são mais altas que na população em geral, talvez pelo peso do dever que cai sobre eles. Se nos Estados Unidos, o país mais rico do mundo, os médicos sofrem ao lidar com os desafios da profissão, imagine aqui, onde as condições de trabalho são tão adversas”, argumentou o deputado.

Caos na saúde pública

Rocha lembrou que, no Maranhão, a situação é ainda mais preocupante porque o governador Flávio Dino não tem sido capaz de cumprir as promessas de campanha e dar respostas satisfatórias às demandas da população. “Precisamos de um Estado mais eficiente que saiba fazer bem aquilo que lhe cabe, como por exemplo cuidar da saúde da população. Temos que trabalhar para isso nesta Câmara dos Deputados, a fim de que os brasileiros tenham uma vida mais sã, e os médicos vejam realizada a missão altruísta que os leva a abraçar tão nobre carreira. Parabéns aos médicos brasileiros”, argumentou Hildo Rocha.

Asessoria.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário