terça-feira, 11 de outubro de 2016

Seis quilômetros de incompetência, uma légua de má vontade



Crítico ferrenho de Flávio Dino, o deputado federal Hildo Rocha fez nova revelação incômoda para o governador. Por meio de vídeo, o parlamentar documentou mais um caso emblemático de inoperância do governo comunista. De acordo com Rocha, a ligação asfáltica entre Luzilândia, no Piauí e o município de São Bernardo, no Maranhão, ainda não foi concluída por falta de vontade do Governador Flávio Dino.

“O projeto foi feito ainda durante o governo de Roseana Sarney. Os recursos foram assegurados por meio de empréstimo contraído junto ao BNDES. A ponte foi construída pela Codevasf. A parte do Piauí está asfaltada. Mas, já se passaram praticamente dois anos de governo o Flávio Dino não implantou os seis quilômetros que completariam essa importante ligação asfáltica entre os dois estados”, argumentou Rocha.

 

Desapropriações


De acordo com o parlamentar, as casas que estão localizadas no eixo da rodovia foram desapropriadas pela governadora Roseana Sarney. “Tem o dinheiro, tem o projeto e as casas já foram desapropriadas. Falta apenas a boa vontade do governador. Flávio Dino está no poder há quase dois anos e não consegue implantar apenas seis quilômetros de pavimentação para fazer outra ligação asfáltica entre o Piauí”, criticou Rocha.

Benefícios regionais

O deputado enfatizou que a obra diminuirá o percurso entre Luzilândia (PI) e a MA-110, rodovia que liga São Bernardo a Magalhães de Almeida. Atualmente, para se chegar à ponte utiliza-se uma estrada de terra mais longa e precária.

“A conclusão de mais uma via de acesso, de mais uma ligação entre o Maranhão e o Piauí, beneficiaria toda a região do baixo Parnaíba: São Bernardo; Magalhães de Almeida; Santa Quitéria; Brejo e outras cidades maranhenses”, destacou Rocha.

Assessoria.

Um comentário:

  1. O Flvio Dino estar no meio do primeiro mandato de governodor, ha quantos anos ela existe? ninguem cobra nada do governo anterior, que pelo que todos nós sabemos eles tiveram tempo de sobra e vao voltar , air quem sabe eles nao faz tudo

    ResponderExcluir