segunda-feira, 7 de novembro de 2016

As fotos de Pecuapá ...



Ontem à noite, 07, o Blog do Carlinhos solicitou aos seus leitores uma fotografia do Pecuapá, - o homem que faz parte da pátria pedreirense ( reveja ), morava em baixo da ponte e era conhecido pelos mergulhos no Mearim. Hoje, em Pedreiras, todos falam de Pecuapá, contam uma história surreal, mesclada com veracidade; no entanto, parece que ninguém tem foto dele. “Pecuapá passava uma eternidade debaixo água; encontrava anel, relógios, um monte de coisas que caia no rio, e devolvia aos donos em troca de alguns centavos; ele também encontrava e resgatava corpos de pessoas que se afogavam no rio. Dizem que ele parou de mergulhar depois que ele viu algo assombroso dentro do rio. Ele nunca disse o que viu, mas também nunca mais voltou a mergulhar. Era muito conhecido na cidade; as crianças tinham medo dele, mas quando morreu foi velado na Prefeitura. Pedreiras em peso foi dá adeus ao Pecuapá”, contou-me a professora Socorro.

Atendendo a minha solicitação, a radialista Nilda Rocha entrou em contato com o blog e me mostrou as fotos de Pecuapá, quando ele serviu ao exercito brasileiro, participando da Segunda Guerra Mundial na FEB.

As imagens são históricas e deve saciar a curiosidade de muita gente. As fotos mostram Pecuapá ainda jovem, bonitão, com cara de astro de Hollywood, na Itália, combatendo o nazismo e o fascismo; segundo os historiadores de Pedreiras, ele regressou a cidade perturbado com os horrores da grande guerra e se transformou no mendigo Pecuapá que todos os pedreirenses conhecem as histórias.

Veja as fotos e um texto que fala de Pecuapá enviado ao blog pela radialista Nilda Rocha, do Programa “Celebrai”, da FM Cidade de Pereiras. 


 O  PEQUAPÁ (Raimundo Pires), na história de Pedreiras - MA


VOCÊ SABIA  QUE O PEQUAPÁ FOI UM SOBREVIVENTE DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL? O PEQUAPÁ foi um  personagem importante na história   do mundo em guerras; Ele  lutou e sobreviveu, foi um herói de Guerra. Mas, voltando a sua pátria,  foi humilhado, em lugar de  ser cuidado e homenageado. E hoje ele  é lembrado simplesmente como o louco pedreirense das décadas  de 60 70... certamente ele foi acometido de doença mental  por consequência da guerra. É triste recordar o fim de seus dias!! 

TODOS QUE VIVERAM EM PEDREIRAS NAS DÉCADAS DE 60 70 CONHECERAM  O CASAL

O Pequapá e a Mucura

Por Kleber Lago

O Pequapá chegou a pedreiras depois do final da Segunda Grande Guerra mundial. Na Itália, esteve na linha de frente como pracinha e quando acabou o conflito; ele regressou a Teresina. O Pequapá, foi  um bom mergulhador,no rio Mearim ele conseguia o peixe de cada dia,e outros achados,tais como coisas que caia das embarcações,lhe rendiam bons trocados. Quando embriagado, adentrava em loja ou residência, mas, era logo repelido na hora. Já idoso, arranjou uma companheira e dedicou a sua vida a sua amada. Moravam debaixo da ponte do rio Mearim.E em Pedreiras, ele terminou seus dias de vida tuberculoso e sozinho.
_______________________

Depois que solicitei a foto de Pecuapá, a professora Socorro me emprestou dois livros interessantes sobre as lendas e as histórias de Pedreiras. Vou lê-los em dois dias, com certeza!
Os livros são de autoria do escritor pedreirense Filemon Krause
Ah, falta uma foto do Pecuapá no tempo que morava sob a ponte...


__________________________

 Mantenha-se informado com as notícias da região
Clique no link: 


Os vídeos exclusivos do Blog do Carlinhos em primeira mão
Clique no link: 

12 comentários:

  1. gostei muito da matéria e muito da redaçao , é lamentável que a nossa cidade so da valor depois que vira historia , esse caso e muitos outros , exemplo maior Joao do Vale

    ResponderExcluir
  2. Pequapá..lembro de muitas histórias dele..cabeca de cuia também lembro de algumas histórias...quero ter a oportunidade de ler esses livros também..

    ResponderExcluir
  3. ...Pecuapá, enfrenta o desafio, o que é que tem no fundo desse rio...( Paulo nó Cego)

    ResponderExcluir
  4. Muito legal a matéria.
    Parabéns 👏👏👏👏
    Contam os mais velhos que quando ele estava muito perturbado , ele marchavam pelas ruas .....
    Ele sem dúvida se tornará um dos maiores personagens da história e do folclore de pedreiras e trizidela.

    ResponderExcluir
  5. Muito legal essa matéria.
    Parabéns 👏👏👏👏
    Dizem os mais velhos que quando ele estava muito perturbado, ele marchava pela cidade .....
    Sem dúvida ele se tornará um grande personagem da história e do folclore maranhense .

    ResponderExcluir
  6. Muito legal a matéria.
    Parabéns 👏👏👏👏
    Contam os mais velhos que quando ele estava muito perturbado , ele marchavam pelas ruas .....
    Ele sem dúvida se tornará um dos maiores personagens da história e do folclore de pedreiras e trizidela.

    ResponderExcluir
  7. Muito boa a matéria.

    ResponderExcluir
  8. Até que em fim uma matéria boa porque ultimamente só asneira

    ResponderExcluir
  9. O Observador de Pedreiras8 de novembro de 2016 10:41

    Essa forto e falsa eu li lembro desse cara ta longe de ser esse pocura outra qui essaa air na cola FICA A DICA

    ResponderExcluir
  10. Carlinhos posta mais sobre esse homem muito interessante a história fiquei muito interessado

    ResponderExcluir
  11. Carlinhos posta mais sobre esse homem muito interessante a história fiquei muito interessado

    ResponderExcluir