segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Vereadora de São José dos Basílios denuncia que pacientes de hemodiálises do município correm risco de morte


Vereadora Antônia do Wilson
“Pacientes são obrigados a comprar gasolina para abastecer carro da prefeitura de São José dos Basílios três vezes por semana. A Clínica de Pedreiras não está realizando mais o tratamento. Eles vão e voltam sem tratamento. Precisar ser transferidos para Caxias, porque não podem passar um dia sem tratamento”, denuncia vereadora.

Na sessão da Câmara Municipal de São José dos Basílios (MA) realizada no dia último dia 4, a vereadora Antônia do Wilson (PTB) usou a tribuna para fazer uma grave denúncia.

Segundo a vereadora, pacientes que fazem tratamento de hemodiálise na Clínica Asa Néfron, em Pedreira (MA), são obrigados a arcar com os gastos de combustível do carro da Prefeitura usado para transportar os mesmos; o tratamento acontece três vezes por semana.

Ainda na tribuna da Casa, a vereadora revelou que a secretária municipal de Saúde, Sidileila Carvalho, informou aos pacientes que o transporte para tratamento de hemodiálise em Pedreiras será realizado até o dia 11 de dezembro. Depois disse será descontinuado.  
Mais em continua...


“Já que só vai ate o dia 11, e como fica do dia 11 ate o dia 31 de dezembro? A responsabilidade ainda é do atual prefeito; e tem outro problema: A Clínica em Pedreiras não está fazendo mais o tratamento de hemodiálise, então esses pacientes estão indo e voltando sem tratamento; eles estão querendo que façam a transferência do tratamento para a cidade de Caxias, porque em Pedreiras não estão fazendo”, disse.

A vereadora alertou para o risco de morte que esses pacientes correm por falta de tratamento.

“Nesta semana, eles não fizeram nenhum dia de tratamento e podem morrer por passar um dia sem tratamento”, denunciou.


Dirigindo-se ao vereador Valdinar, líder do governo na Câmara, Antônia do Wilson exigiu uma resposta do prefeito: “Quero que traga a resposta o mais rápido possível sobre essas denúncias, porque são vidas que estão em jogo! Como é que vai fica esse povo sem tratamento até o dia 31 de dezembro? A responsabilidade ainda e do prefeito Walter Riograndense; o prefeito tem que arcar com essa responsabilidade, porque a nova gestão não pode se meter nesse problema agora, somente a partir de janeiro. Mas até o dia 31 de dezembro, a secretária de Saúde e o senhor prefeito têm que arcar com tudo! Ou estou falando mentiras? Porque perdeu? Perdeu mas ele tem que termina o mandato dele, não pode deixa o município jogado; ou então entregue logo o município para o vice ou para residente da Câmara para termina o mandato”, aconselhou a vereadora. 

0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário