quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Pedreiras tem 316 pacientes em tratamento de HIV/AIDS


Os casos aumentaram 400% em três anos e quatro pessoas morreram em 201, vítima da AIDS. Veja nesta postagem que marca o 1º de dezembro, Dia Mundial de Combate a AIDS. 

HIV/AIDS EM PEDREIRAS | NÚMERO DE PACIENTES EM TRATAMENTO AUMENTOU 400% DESDE 2013

Levantamento Epidemiológico dos Casos de HIV/AIDS em Pedreiras - MA
Dr. Diogo Nascimento - Coordenador do Centro de Testagem e  Aconselhamento (CTA) de Pedreiras/MA

O exame é oferecido gratuitamente no CTA – Centro de Testagem e Aconselhamento de Pedreiras, situado na Rua Ciro Rêgo nº166 — Centro - Pedreiras/MA (atrás da rodoviária). A metodologia utilizada é o teste rápido, que é totalmente seguro, além de ser efetuado por equipe qualificada que garante total sigilo e conduta adequada.

Equipe SAE/CTA
Levantamento de dados

A explanação dos dados a seguir servem de orientação e apoio ao estudo e análise da situação de epidemia associada ao HIV e AIDS vivenciada pela região que abrange o município de Pedreiras. A intenção de divulgação destes dados é ampliar a visibilidade do risco de contaminação pelo vírus HIV pela população de Pedreiras e região.

Os dados expostos revelam que o serviço de HIV/AIDS da região aumentou 400% entre 2013 e 2016
Mais em continua...


É possível constatar que não existiu distinção de sexo entre os casos novos detectados em 2016. Diferente do resto do Maranhão, que a maioria dos infectados são homens, com 62,4% dos casos, contra 37,2% das mulheres, Pedreiras é igualitária nesse sentido com 50% para cada sexo.

Alerta aos jovens: Com a vida sexual sendo iniciada mais cedo e o pouco uso de camisinha, a contaminação de jovens tem sido a maior preocupação dos órgãos que trabalham na luta e na prevenção da Aids.


Número de óbitos em Pessoas Vivendo com HIV/AIDS no mesmo ano de detecção em 2016* foi de 04 PESSOAS.

Apesar dos avanços no tratamento do HIV/AIDS, pessoas ainda perdem a vida por conta da doença, muitas vezes este fato se dá pelo diagnóstico tardio.


O maior destaque vai para o crescimento gradual de casos a cada ano, com ênfase no ano de 2015, que obteve recorde de casos novos. O aumento na detecção é também resultado do crescimento de ações de testagem realizadas pelo município de Pedreiras.

* Os dados referentes ao ano de 2016, compreendem os meses de janeiro a novembro

UM POUCO MAIS SOBRE HIV/AIDS

De 2009 a 2015, o número de pessoas em tratamento no Sistema Único de Saúde aumentou 97%, passando de 231 mil para 455 mil pessoas. Isso significa que, em seis anos, o País praticamente dobrou o número de brasileiros que fazem uso de antirretrovirais.

Outro avanço importante é a supressão viral: 91% dos brasileiros adultos vivendo com HIV e aids, em tratamento há pelo menos 6 meses, já apresentam carga viral indetectável no organismo. “Isso significa que essas pessoas não mais transmitem o vírus para outras, e que os antirretrovirais fizeram efeito. É um grande avanço em termos de saúde pública”, frisou o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, Fábio Mesquita, que nesta quinta-feira (28), apresentou, no Rio de Janeiro (RJ), dados inéditos sobre o tema durante o lançamento da campanha de prevenção às DST e Aids para o Carnaval 2016.

Esse resultado também significa que o Brasil já atingiu uma das três metas de 90-90-90, pactuadas pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), que têm como objetivo testar 90% das pessoas vivendo com HIV e aids, tratar 90% destas e que 90% tenham carga viral indetectável até 2020 em todo o mundo.

“O número de pessoas em tratamento representa um recorde histórico. Nunca tanta gente começou a se tratar em um só ano. Isso significa que a campanha realizada pelo Ministério da Saúde no último ano, a #PartiuTeste, funcionou, assim como a campanha do Dia Mundial e as ações que desenvolvemos no âmbito do Programa Nacional de DST, Aids e Hepatite Virais”, comemorou o diretor no evento, que ocorreu na Quadra da Mangueira com participação da Secretaria Estadual de Saúde, apresentação de passistas da escola de samba e presença do Homem Camisinha, personagem criado especialmente para a campanha.

Em relação às outras metas, o Brasil também tem avançado rapidamente, alcançando melhoras significativas em todos os indicadores. O percentual de brasileiros vivendo com HIV diagnosticados passou de 80%, em 2012 para 83%, em 2014. A ampliação da testagem é uma das frentes da nova política de enfrentamento do HIV e aids. Entre janeiro e setembro de 2014, foram realizados 5,8 milhões de testes no País. No mesmo período do último ano, foram 6,4 milhões – um crescimento de 10%. Já em relação à segunda meta, a oferta de tratamento, o Brasil passou de 44% de pessoas tratadas em 2012 para 62% em 2014, um aumento de 41% no período.

HOJE É 1º DE DEZEMBRO, DIA MUNDIAL DE COMBATE A AIDS!


Fonte: Blog Pedras Verdes (Pedreiras)

____________________________________________________

 Mantenha-se informado com as notícias da região
Clique no link: 

Os vídeos exclusivos do Blog do Carlinhos em primeira mão
Clique no link: 
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário