domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sindicato negocia com prefeito de São José dos Basílios em assembleia

Prefeito Farinha Paé reúne-se com direção do Sintespem e servidores 
Assembleia Geral do SINTESPEM, realizada no último dia 10, em São José dos Basílios contou com a presença do prefeito Creginaldo Rodrigues, também conhecido pelo apelido de "Farinha Paé". O intuito da assembleia foi apresentar o acordo assinado pelo prefeito em reunião com dirigentes sindicais e comissão de servidores, realizada dia 30 de janeiro.
Servidores de São José dos Basílios 
Todos os itens foram lidos, discutidos e aprovados pela assembleia. Neles o município se compromete a adequar os Planos de Cargos e Carreira Vigentes, Estatuto dos Servidores, Reajustes, Melhorias na Alimentação e Transporte Escolar, Melhorias dos Ambientes de Trabalho dos Associados, Climatização de Escolas, Eleição para Diretores, Levantamento dos dados sobre a Previdência dos Servidores (para regularizar débitos), Pagamento dos Débitos 2016, entre outros.

O prefeito Creginaldo fez sua proposta sobre os pagamentos de 2016. Após discussões ficou aprovado pela maioria que a prefeitura:

- Pagará as férias integral dos servidores que não receberam em 2016 neste mês;

- Pagará também neste mês, metade do 13º salário e o restante em 4 vezes, sendo março, abril, maio e junho;

- Pagará ainda o mês de dezembro, juntamente com o terço de férias de todos da saúde. E por fim, pagará de forma integral a parte proporcional a 2/10 avos do 13º salário dos 25 professores exonerados em processo judicial, juntamente com todos os direitos que cabe aos mesmos como forma de compensá-los por não exercerem mais suas atividades laborais no município.


FONTE: Sintespem

5 comentários:

  1. Em um mês de mandato já fez mais que o outro fez em quatro anos.

    ResponderExcluir
  2. já que o atual gestor pensa em fazer uma administração transparente, com responsabilidade, este deveria também rever a situação do último concurso realizado no município. pois os aprovados através do mérito próprio, não podem ser prejudicados, pela irresponsabilidade das gestões passadas, que pela rivalidade política, e beneficiamento do seu grupo de eleitores, que não tiveram capacidade para aprovação no certame. Assim sendo, veja senhor prefeito essa situação, pois o município necessita desses profissionais, para suprir o déficit de funcionários, e reduzisse os contratados, fazendo assim cumprir as leis.

    ResponderExcluir
  3. já que o atual gestor pensa em fazer uma administração transparente, com responsabilidade, este deveria também rever a situação do último concurso realizado no município. pois os aprovados através do mérito próprio, não podem ser prejudicados, pela irresponsabilidade das gestões passadas, que pela rivalidade política, e beneficiamento do seu grupo de eleitores, que não tiveram capacidade para aprovação no certame. Assim sendo, veja senhor prefeito essa situação, pois o município necessita desses profissionais, para suprir o déficit de funcionários, e reduzisse os contratados, fazendo assim cumprir as leis.

    ResponderExcluir
  4. Faça valer o concurso, Sr. prefeito, busque informações, veja a situação, chame realmente os aprovados por mérito próprio. Ninguém merece ser prejudicado por uma meia dúzia. Veja, teve profissionais de outros que foram aprovados, e que nem se quer tinha favor e vinculo com tais politicos na época, no municipio. A justiça também foi injusta, Onde os interesses do político e de advogados estavam acima.

    ResponderExcluir
  5. Faça valer o concurso, Sr. prefeito, busque informações, veja a situação, chame realmente os aprovados por mérito próprio. Ninguém merece ser prejudicado por uma meia dúzia. Veja, teve profissionais de outros que foram aprovados, e que nem se quer tinha favor e vinculo com tais politicos na época, no municipio. A justiça também foi injusta, Onde os interesses do político e de advogados estavam acima.

    ResponderExcluir