sexta-feira, 10 de março de 2017
Na manhã desta sexta-feira (10), foi realizada mais uma sessão na Câmara Municipal de Lago da Pedra (MA). Diversos projetos e requerimentos foram protocolados na Mesa Diretora. Chama atenção para o Projeto de Lei N° 01/2017, de autoria do Vereador Julyfran Catingueiro (PDT) que dispõe sobre a proibição do corte de fornecimentos de energia elétrica e água no município. Caso seja aprovado pela Câmara e sancionado pelo Prefeito Laércio Arruda, as prestadoras de serviço, Cemar e Caema, serão proibidas, por força de Lei, a cortar, respectivamente, o fornecimento de energia e água de residências inadimplentes.

A sessão da prosaica Câmara foi tranquila, porém, em certo momento, ficou acalorada com debates; os novos vereadores estão mostrando trabalho. A pauta que mais despertou opiniões acaloradas dos edis, foi uma discursão sobre o famoso lameiro no trecho da MA 245, no perímetro urbano, denominada “Currutela do Raimundão”. 

No dia anterior, 8, os vereadores de Lago da Pedra, participaram de uma audiência com os engenheiros da EDECONSIL e comerciantes da Currutela; os responsáveis pelas obras do asfaltamento da MA-245, trecho entre as cidades de Lago da Pedra e Lagoa Grande, foram cobrados pela pavimentação do trecho urbano, que se estende da Agência do Bradesco até a Vila da Paz e, inclui a região da Currutela, onde tem um comércio forte; é o ponto de chegada de vários veículos de passageiros de povoados e municípios próximos à Lago da Pedra. O lameiro e a buraqueira tornam quase intrafegáveis a região da Currutela; e os vereadores e a população estão cobrando a Edenconsil para pavimentar a área, pois o serviço faz parte do contrato licitado. Ou seja, a empresa recebeu recursos para fazer o asfaltamento, mas estaria se omitindo.
 
O vereador Professor Nascimento (PSDB), em conversa com o blog do Carlinhos, disse que acredita que a empresa vai asfaltar o trecho urbano da MA-245.

“O problema da infraestrutura naquela área é muito sério, o representante da empresa Edenconsil já foi chamado e ouvido pela Câmara. Acho que vai ser resolvido, do contrário, vão fazer uma manifestação na segunda-feira”,  afirmou o vereador.

A sessão contou com a presença dos 13 vereadores que compõem a atual legislatura. 

2 comentários:

  1. Esqueceram de cobrar do secretario de Educação o inicio da aulas de algumas escolas da zona rural. A LDB garante no mínimo 200 dias letivos durante ao ano. Será vão cumprir este calendário. As escolas particulare ja iniciaram ha mais de mês.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o projeto de lei do Vereador Julyfran Catingueiro, que a Cemar corta as enegias em sexta ou feriado isso é errado demais. Parabéns meu vereador.

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Hotel em Pedreiras


Motos Honda


Matricule-se no Faculdade W. F.



Excursão para Jericoacoara


Motel em Pedreiras


Contrate Banda Skema 5 de Pedreiras



Cacau Show em Pedreiras


Provedor de internet



+ Lidas