quinta-feira, 2 de março de 2017

O assassinato registrado no carnaval de Pedreiras foi "magistralmente" premeditado

Caio, acusado
O indivíduo Caio Leandro Rodrigues da Silva, 26 anos, foi preso acusado de cometer o assassinato que vitimou Paulo Roberto Lopes da Silva, ocorrido às 4 horas da madrugada do dia 27.01, próximo ao Anfiteatro Dom Jacinto, local onde estava sendo realizado a festa de carnaval da cidade de Pedreiras (MA).
As "armas" utilizadas no assassinato. 
Segundo informações que o blog do Carlinhos teve acesso, o crime foi magistralmente premeditado. O acusado esteve no local com antecedência, separou as armas utilizadas no crime (pedra e tijolo), deixou-as em um local acessível e, como um caçador, foi atrás da vítima. Ele localizou Paulo Roberto, possivelmente no corredor da folia; utilizando-se de conversa o atraiu; no local, em vez de dá algo prometido, Caio se armou com a pedra e o tijolo e começou a desferi-los, cruelmente, em Paulo Roberto. A vítima estava embriagada, dificultando a própria defesa ou uma tentativa de fuga para se livrar da morte brutal.
O corpo da vítima foi encontrada ao lado do carnaval de Pedreiras 
Depois de executar Paulo Roberto, a pedrada e tijolada, segundo informações, o autor fugiu, e no caminho, parou na casa da vítima para informar a mãe do mesmo que o filho tinha sido assassinado.

“Mataram o Paulo ali, detrás do carnaval, a polícia já tá lá”, contou-lhe, mas sem revelar a genitora que ela estava diante do algoz do filho.

Caio foi preso em flagrante e pelo crime de homicídio consumado e pode pegar 30 anos de cadeia.


A motivação do crime estaria relacionado a uma discussão ocorrida instantes antes, mas não está descartada a possibilidade de ter ligação com o tráfico de entorpecentes.

Um comentário: