terça-feira, 2 de maio de 2017
 Carlos Marques de Oliveira, acusado de tentativa de homicídio 
A Polícia Militar de Pedreiras (MA) cumpriu o mandado de prisão, na manhã desta terça-feira (02), em desfavor de Carlos Marques de Oliveira; ele é um dos acusados da dupla tentativa de homicídio contra Pedro Paixão, mais conhecido pelo apelido de "Travesti Taís" e mais outra pessoa, ocorridos na Vila das Palmeiras, no dia 23.04. 

O acusado estava na saída da cidade de Pedreiras, aguardando uma Van para viajar para Minas Gerais, quando foi preso e conduzido para a 14ª Delegacia Regional. 


Em depoimento a polícia, Carlos negou as acusações e afirmou que “apenas estava no local  (bar) no momento da briga.” Ele estava com uma mochila com roupas no momento em que recebeu a voz de prisão. 

Ainda, segundo informações, ainda tem mais dois suspeitos do crime: um adulto e um menor de idade. 

A guarnição que efetuou a prisão estava composta pelo Tenente Neris e o Soldado Nataniel.

Entenda mais do caso em continua...


Por volta das 20h30 do domingo (23.04), o travesti Pedro Paixão, mais conhecido pelo apelido de “Thais” e seu namorado Eliezio, participavam de uma festa em Pedreiras (MA). No local, o casal se desentendeu com um grupo de rapazes. Houve brigas e quebra-quebra. Taís e o namorado deixaram o local e se dirigiram para casa, localizado na Vila das Palmeiras.

O grupo, formado por três jovens, se armaram com facões e facas e foram até a casa de Taís em busca de vingança. Eles invadiram a residência e efetuaram vários golpes de armas brancas em Taís e seu namorado. Taís foi atingida na barriga e ficou com parte das vísceras de fora (expostas) e o namorado com um profundo corte no braço.

Depois da dupla tentativa de homicídio o trio fugiu do local, tomando rumo ignorado; o casal foi socorrido pelo corpo de bombeiros de Trizidela do Vale e encaminhado para o hospital da cidade. A polícia foi informada, esteve no local e realiza diligências para prender os agressores. Mais informações a qualquer momento.

"Cara, eu entrei na casa depois que o casal foi levado para o hospital e parecia um filme de terror. muito sangue em cima dos móveis, nas paredes, pelos cômodos, principalmente no banheiro. Parece que Taís foi ferida no banheiro", relatou uma testemunha ao blog.


Nas imagens abaixo, a movimentação de viaturas da polícia e do corpo de bombeiros na ocorrência envolvendo Taís. Ela é natural de Igarapé Grande e mora em Pedreiras. Ela e o namorado foram levados para o Hospital geral de Presidente Dutra, onde foram submetidos a cirurgias e passam bem. 

10 comentários:

  1. Agora o delegado é preciso verificar se essa Tentativa de homicídio seria qualificado, doloso ou culposo. E enquadrar esse Monstro no na lei e ficar preso por um bom tempo. Afinal lugar de bandido é na cadeia!

    ResponderExcluir
  2. Vai bixao ver o sol quadrado

    ResponderExcluir
  3. Que a justiça seja feita.

    ResponderExcluir
  4. Deus e fiel e outra aqui se faz aqui se paga

    ResponderExcluir
  5. espero que fique uns anos preso esse covarde

    ResponderExcluir
  6. Quanto marginal solto e a nossa sociedade a mercê desse monstros acham que podem tirar a vida de pessoas e ficarem ipunem

    ResponderExcluir
  7. Faz cagada depois quer vim pra minas se fudeu

    ResponderExcluir
  8. Que a justiça seja feita
    Com esi obofabico

    ResponderExcluir
  9. Tem que ficar preso mesmo. Covarde

    ResponderExcluir

Facebook

Publicidade:


,

+ Lidas