terça-feira, 23 de maio de 2017

FAÇA BONITO - Uma blitz educativa foi realizada ontem em Lago do Junco 

Uma blitz educativa foi realizada ontem pela Secretaria de Assistência Social em razão do Dia Nacional do Combate a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes em Lago do Junco. A ação aconteceu na principal via da cidade, com a distribuição de material educativo a respeito do tema e colagem de adesivos da Campanha Faça Bonito em veículos. Participaram do movimento agentes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), do Conselho Tutelar, equipe do Serviço de Conivência e Fortalecimento de Vínculos, policiais militares e servidores das secretarias municipais de Educação e da Assistência Social de Lago do Junco.
 
O objetivo foi conscientizar a população sobre o tema. “É preciso que as pessoas saibam que existem diversos canais de denúncias e que todos podem colaborar, ajudando a proteger as nossas crianças e os nossos adolescentes. Se eu testemunho ou tenho conhecimento de uma criança sofrendo qualquer tipo de abuso, sobretudo sexual, e não denuncio, o meu silêncio está sendo também o algoz dessa vítima. Na sua inocência, muitas vezes uma criança não sabe como se defender. Elas contam com a gente para serem suas vozes”, ponderou o secretário Adjunto de Assistência Social, Robson.
 
“O objetivo é chamar a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil”, alertou Marcony Wellington, secretário municipal de Educação.

Em Lago do Junco, para marcar as mobilizações do dia 18 de maio,  a prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, junto com o Conselho Tutelar, programou alguns eventos que estão sendo realizados neste mês. Os eventos acontecem no Conselho Tutelar e nas escolas municipais.

Equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), do Centro de Referência de Assistência Social (Cras)  e do Conselho Tutelar, visitam  escolas municipais fazendo um trabalho de conscientização.
Continua...


“Estamos realizando um amplo debate sobre o assunto na cidade com o objetivo de conscientizar as famílias sobre a importância de prevenir e denunciar crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Em pauta assuntos como o cuidado com o uso da Internet, a importância da prevenção e as consequências da violência sexual”, informou o conselho tutelar da cidade.


O dia 18 de maio foi escolhido em memória da menina Aracelli, de Vitória (ES), que, aos 8 anos, foi raptada, drogada, violentada, morta e ainda teve o corpo carbonizado nessa data no ano de 1973. Esse e outros crimes parecidos muitas vezes permanecem impunes em nosso país. Por isso, é de extrema importância que sejam denunciados.



























0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Publicidade:


,

+ Lidas