sábado, 10 de junho de 2017
O Juiz Marco Adriano Ramos Fonsêca, titular da 1a Vara de Pedreiras, realiza um ciclo de palestras nas escolas de ensino médio da rede pública e particular dos municípios de Pedreiras, Trizidela do Vale e Lima Campos, no período de 31 de maio até sexta-feira, 9 de junho. As palestras fazem parte das ações do Movimento “Maranhão contra a Corrupção” na Comarca de Pedreiras e teve o tema “Cidadania e combate à Corrupção: o que nós temos a ver com isso?”. O Mutirão Contra a Corrupção, realizado em dezenas de comarcas, priorizou processos de crimes contra a administração pública e por improbidade administrativa.

O magistrado desenvolveu a apresentação propondo reflexões sobre cidadania e ética no cotidiano, o conceito de corrupção e sua ocorrência ao longo da história, apresentando exemplos históricos e bíblicos, que demonstram que a corrupção acontece em todo o mundo, e apresentando a história da corrupção no Brasil, desde o descobrimento até os dias atuais. “Palestras com essa temática visam a despertar a conscientização sobre as várias formas de corrupção, especialmente os pequenos atos de corrupção praticados no dia a dia, que contribuem para o ciclo vicioso”, explicou Marco Adriano. 
Continua...


Para ele, “a corrupção alimenta o sistema deletério de nossa sociedade, incentivando o desrespeito a regras básicas de convívio social, contribuindo para o distanciamento de valores éticos e morais, de honestidade e retidão, e conseqüentemente, induzem a reprodução de comportamentos errados, culminando no desinteresse da sociedade pelo envolvimento político e a indiferença ao processo democrático, mediante a tolerância ao modelo de corrupção eleitoral como padrão de comportamento, especialmente a compra e venda de votos”.

Público - Nos dias 31 de maio e 1º de junho foram contemplados 160 alunos do IFMA de Pedreiras. Já no dia 05 de junho a palestra ocorreu no Colégio Correa de Araújo (CNEC – rede particular) com os 150 alunos do ensino médio, turno vespertino. A noite, foram contemplados os alunos dos cursos de Pedagogia, Administração e Ciências Contábeis da Faculdade de Educação São Francisco – FAESF, no auditório da instituição de ensino superior, para uma plateia de 300 alunos.

Para o aluno André ítalo, do Corrêa de Araújo, “a palestra contra a corrupção foi de muita importância em todas as instituições que passou, pois tenho certeza que os alunos que a ouviram fizeram uma reflexão de todos os seus atos, além de criar um interesse na busca pelos seus direitos e deveres, pensando de maneira diferente e tendo consciência de quem escolher para nos representar, pois a maioria passará a votar nas próximas eleições. Também mostrou que só nós cidadãos podemos mudar a situação do nosso país”.

Na opinião de Carlos Eduardo Costa, aluno do IFMA, “as palestras acerca da corrupção, foram bem importantes e bem interativas em nossa instituição, ao sermos informados sobre a corrupção também fomos informados a saber que a corrupção é um grave problema em nosso país, mas que também está presente em nosso dia a dia, com as informações da palestra podemos ter um olhar diferente e um olhar aprimorado a cerca de tal assunto até mesmo compreendê-lo melhor e torná-lo um problema que podemos até mesmo começar a diminuir com cada um fazendo sua parte. Na minha opinião as palestras foram bem ministradas e bem interessantes com participações de alunos que aprenderam mais e com toda a certeza estão mais alertas sobre esse assunto”.

“Uma das coisas que está sempre em destaque é a corrupção, ou seja, é um assunto que não sai da moda. A ação Tribunal de Justiça em Pedreiras com uma série de palestras foi excelente, pois permitiu que a mensagem de honestidade fosse levada ao público estudantil e a partir daí disseminar a mensagem para as demais pessoas. É necessário criar uma cultura de honestidade nas pessoas. A corrupção precisa ser exceção e não regra na sociedade. É preciso que os valores humanos de caráter e dignidade sejam restabelecidos. Está de parabéns o TJ do Maranhão. Os alunos ficaram encantados com a proposta”, opinou Joseilson Silva Lima, Professor de Geografia do Colégio Batista.

No dia 06 de junho as palestras ocorreram no Grupo Escolar Cota Cordeiro (rede municipal - zona rural de Pedreiras – 40 alunos), Colégio São Francisco (rede particular - 150 alunos), e Unidade de Ensino Oscar Galvão (rede estadual – 120 alunos do noturno). No dia 07 de junho foram contemplados os alunos do Colégio Batista Eleutério Rocha (rede particular – 200 alunos) e alunos da Unidade Estadual Newton Bello (Trizidela do Vale – 100 alunos - turno noturno).

Na quinta-feira, dia 8, as palestras prosseguiram nos colégios estaduais Olindina Nunes Freire (Pedreiras – 350 alunos) e Newton Bello (Trizidela do Vale - 120 alunos – turno vespertino), e na Unidade Municipal de Ensino Artur Azevedo, do município de Lima Campos (100 alunos – turno noturno). Na sexta, dia 9, o ciclo de palestras ocorreu no Tiro de Guerra de Pedreiras para os 50 recrutas do Exército Brasileiro, e foi encerrado com os alunos do turno matutino da Unidade Estadual Newton Bello, em Trizidela do Vale (120 alunos).

“Percebeu-se o grande interesse dos alunos e dos professores em dar continuidade ao debate em sala de aula, seja através de estratégias pedagógicas, seja até mesmo pela inclusão do tema nas avaliações do mês de junho. Para otimizarmos os resultados, não basta apenas julgar os processos; precisamos estimular a conscientização e a mudança de mentalidade de cada cidadão, incentivar o fortalecimento da participação popular e o voto consciente como ferramentas essenciais para a diminuição da corrupção que assola o Brasil”, ressaltou Marco Adriano ao analisar o ciclo de palestras.


































Fonte: TJMA

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Hotel em Pedreiras


Motos Honda


Matricule-se no Faculdade W. F.



Excursão para Jericoacoara


Motel em Pedreiras


Contrate Banda Skema 5 de Pedreiras



Cacau Show em Pedreiras


Provedor de internet



+ Lidas