quinta-feira, 8 de junho de 2017
Dr. Lenoílson Passos 

O ex-gestor ainda foi multado pela justiça
  
A contratação de servidor sem concurso público, fora das situações excepcionais previstas na Constituição Federal, resultou na suspensão dos direitos políticos, pelo prazo de cinco anos, do ex-prefeito de Pedreiras, Lenoílson Passos da Silva, que foi também condenado a pagar multa civil de cinco vezes o valor da remuneração mensal que recebia em 2009, quando exercia o cargo. A decisão foi da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).

O órgão composto por três desembargadores do TJMA manteve a sentença do Juiz Dr. Marco Adriano, titular da 1ª Vara da Comarca de Pedreiras, que considerou ter havido ato de improbidade administrativa, determinando que o valor da multa seja revertido em favor do erário municipal e, ainda, proibindo o ex-prefeito de contratar com o Poder Público pelo período de três anos.

O ex-gestor apelou ao Tribunal de Justiça, alegando que não houve lesão ao erário, nem enriquecimento ilícito. Disse que as contratações ocorreram com base no Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Pedreiras.
Dr. Marco Adriano considerou que o ex-prefeito cometeu ato de improbidade administrativa
Na origem, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) ingressou com ação civil pública, expondo ter chegado ao seu conhecimento que uma técnica de enfermagem foi admitida sem concurso público no ano de 1999, tendo trabalhado na prefeitura até junho de 2009, quando foi dispensada sem motivo e sem receber seus direitos trabalhistas durante a gestão do então prefeito.
Continua...

O MPMA destaca que a contratação foi declarada nula pela Justiça do Trabalho, em razão de lesão a norma da Constituição, motivo pelo qual entendeu que o então prefeito cometeu ato de improbidade administrativa.

O relator do recurso, desembargador Raimundo Barros, frisou que o ingresso no serviço público, com o advento da Constituição de 1988, ocorre por meio de concursos de provas e títulos, e pode haver de forma excepcional a contratação por tempo determinado.
Barros lembrou que, no caso em debate, a contratada exerceu suas funções de forma ilegal por, aproximadamente, dez anos. Em seu entendimento, o ex-prefeito violou os princípios da legalidade, da impessoalidade, da isonomia, entre outros.

Acrescentou que houve prejuízo aos cofres públicos, pela condenação do município ao pagamento de parcelas de FGTS, custas e honorários advocatícios na Justiça do Trabalho, que declarou nula a relação de trabalho, pois o contrato foi realizado sem concurso público e também não se enquadrou na hipótese excepcional de contratação temporária.

Os desembargadores Ricardo Duailibe e José de Ribamar Castro também negaram provimento ao recurso do ex-prefeito de Pedreiras. (Protocolo nº 12191/2017).


O desembargador Raimundo Barros foi o relator do processo 
Informações do TJ-MA

________________________________



18 comentários:

  1. Lenoilson tá colhendo o que plantou. Estas contratações foram a base para sua reeleição. Como se reelegeu de forma irregular, está pagando agora.Certo os desembargadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô abestado se ele tivesse te oferecido o emprego pra vc, vc aceitaria
      Otario

      Excluir
    2. Nem preciso de prefeitura. Otario é vc. Alienado.

      Excluir
  2. cade os baboes que vieram aqui dizer que ele foi o mior prefeito , é porque nao sabe nem da metade da missa , ali tinha falcatruas das grandes

    ResponderExcluir
  3. Pior prefeito que já vir e ainda teve a cara de pau de efetivar a bruxa da Terezinha sena uma das suas maiores abona e sem concurso

    ResponderExcluir
  4. Bem feito. Colhendo o que plantou.

    ResponderExcluir
  5. Tem é Banir esse condenado da Política

    ResponderExcluir
  6. mas um Ladrão na cadeia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz não fale besteira o Dr. É um homem honesto. O defeito dele foi ajudar gente que não merecia.

      Excluir
  7. Um a mais ou um a menos não vai fazer diferença

    ResponderExcluir
  8. Uma das piores pessoas que tive o desprazer de conhecer tudo de ruim que acontecer na vida dele eu acho é pouco.

    ResponderExcluir
  9. Cinco anos Dr. Lenoilson passa rápido e estaremos juntos outra vez .......

    ResponderExcluir
  10. Ainda é pouco, merece nunca mais ter este direito de nova.

    ResponderExcluir
  11. Só isso? Grande merda

    ResponderExcluir
  12. Gente não deseje o mal dos outros, pois tudo que desejamos de mal para os outros, sempre volta pra nós mesmos .

    ResponderExcluir
  13. O cara foi condenado so pq deu emprego, em santo antonio dos lopes o ex. Eunelio ladrão mendonça ta rindo dos otario daquele municipio
    Tamo perdido
    So tem vez o ladrão

    ResponderExcluir
  14. Só foi um dos processos. Ainda faltam 65 serem julgados.

    ResponderExcluir
  15. Aqui se faz, aqui se paga..

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Publicidade:


,

+ Lidas