domingo, 16 de julho de 2017

Lago do Junco para contra devolução de recursos do Fundeb

Forte manifestação em favor da Educação nunca vista em Lago do Junco

O povo de Lago do Junco (MA) foi para as ruas, na última sexta-feira, dia 14, protestar contra a devolução de recursos do Fundeb, exigida pelo governo federal.  Os municípios maranhenses terão que devolver R$ 224 milhões que deixarão de ser investidos na Educação.
O povo juncoense foi às ruas protestar contra a devolução de recursos do Fundeb

A população juncoense atendeu ao convite da Secretaria Municipal de Educação; a cidade parou numa mobilização que chamou atenção pela grande quantidade de pessoas presentes carregando faixas e cartazes contra a devolução de recursos. "Educação exige respeito"; "Sem dinheiro não há Educação"; "Fora Temer!", diziam as faixas. O povo estava sensibilizado com a causa e preocupado com o prejuízo que a medida trará a educação local.

Participaram da caminhada que percorreu ruas e avenida da cidade: Sindicatos dos Professores, representado pelo presidente Josiel; Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, representado pela presidente Maria de Fátima; os vereadores  Sergio Lois e Zeca Leopoldo; o Secretário Adjunto de Assistência Social, Robson Cruz; Secretário Adjunto de Esporte Olavo Campos; gestores escolares, coordenadores pedagógicos, o Prefeito Municipal Osmar Fonseca; o Secretário de Educação Marcony Pinheiro, organizador da paralisação e a população em geral.
Prefeito Osmar Fonseca estava presente e discursou no evento

“Foi um momento de união de classes, um movimento sem partido e todos juntos pela Educação”, ressaltou o prefeito Marcony.


Confira dezenas de fotos em continua...


































3 comentários:

  1. É assim que se faz.

    ResponderExcluir
  2. Primeira vez que eu vi um secretário de educação chamar os próprios professores pra protestarem com o apoio do prefeito.
    É sinal que estão pensando nos funcionários

    ResponderExcluir
  3. Lago do Junco que estão de parabéns por essa manifestação.

    ResponderExcluir