quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Estudantes reclamam do calor no Centro de Ensino Oscar Galvão, no Bairro Goiabal, em Pedreiras
Estudantes da escola estadual C. E. Oscar Galvão realizam protesto nas ruas de Pedreiras 

Nesta quarta-feira (27), estudantes do  C. E. Oscar Galvão, localizado na Avenida Edilson Carvalho Branco, no Bairro Goiabal, em Pedreira, fizeram uma caminhada da escola até sede da Unidade Regional de Educação (URE) de Pedreiras em protesto.

Na frente da Regional, os alunos reclamam da falta de climatização nas salas de aula.

Segurando cartaz com a frase "Calor, NÃO, subestação de energia SIM", os estudantes cobram da Unidade Regional de Educação, uma solução para o problema. Segundo eles, as salas de aula dispõem de ar - condicionados, mas as instalações elétricas da escola não suportam a demanda de energia para mantê-los funcionando; neste período de intenso calor, os alunos afirmam que não conseguem manter a concentração durante as aulas em salas abafadas.

“Ar – condicionado não é luxo, é necessidade”, era a frase contundente de outro cartaz.
Mensagem verdadeira
“Nossa caminhada até a seda URE foi para reivindicar a instalação da subestação de energia na escola; para manter os ar – condicionados funcionando. Eles foram instalados há mais de um mês, mas não podem ser ligados, porque a energia da escola não suporta eles”, explicou a estudante Sabrina;

As condições são quase desumanas pelas altas temperaturas, alunas passam mal, desmaiam devido o calor na escola.

Alguns estudantes relataram para o blog do Carlinhos que já chegaram a ver alunas passando mal e desmaiando por conta do calor na escola.
Estudantes promovem protesto em frente a sede da URE - Pedreiras 
“Olha, as questão é que são muitos ar-condicionado, aproximadamente de 11 a 15; mas o transformador da escola não gera carga suficiente para que eles sejam ligados. Então, é necessário a instalação de uma subestação que suporte todos os ar – condicionados, que somados são mais de 36.000 mil Btus”, explicou um estudante.
Continua...


Um dos objetivos do protesto foi chamar atenção do governador do Maranhão para o problema.

“Por isso nós alunos fizemos essa caminhada, para chamar a atenção do governador Flávio Dino para a nossa situação. As condições são quase desumanas pelas altas temperaturas, alunas passam mal, desmaiam devido o calor na escola”, afirmam.

Em virtude do tempo, o blog não ouviu a direção da Escola e o gestor da URE – Pedreiras. Ambos podem se manifestar pelo email: pf.carlosalberto@hotmail.com





Um comentário:

  1. O projeto de instalações dos ar-condicionado para a escola ja vêm com as instalações elétricas da escola e o transformador, assim como véi para o Colégio Olindina...kd o dinheiro dessa subestação da escola?

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Hotel em Pedreiras


Motos Honda


Matricule-se no Faculdade W. F.



Excursão para Jericoacoara


Motel em Pedreiras


Contrate Banda Skema 5 de Pedreiras



Cacau Show em Pedreiras


Provedor de internet



+ Lidas