quinta-feira, 7 de setembro de 2017

PF desarticula quadrilha que desviou R$ 10 milhões da Previdência no MA e no PI

A Força-Tarefa Previdenciária, integrada pela Polícia Federal (PF), pela Secretaria de Previdência e pelo Ministério Público Federal (MPF), deflagrou na manhã da ultima terça-feira (05), nas cidades de Codó, Timbiras, Coroatá, Presidente Dutra e São Luis, todas no estado do Maranhão e em Teresina/PI, a Operação Fantôme, com a finalidade de reprimir crimes previdenciários.

Estão sendo cumpridos 14 mandados judiciais, sendo 2 de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão, além do sequestro de bens imóveis e de veículos em poder dos principais investigados. Dentre os mandados judiciais consta, ainda, a determinação para que o INSS suspenda o pagamento de 109 benefícios, submetendo-os a procedimento de auditoria. A operação contou com a participação de 50 policiais federais e de 2 servidores da área de Inteligência Previdenciária, a Assessoria de Pesquisa Estratégica e Gerenciamento de Riscos (APEGR).
http://blogdomacielsilva.com.br/wp-content/uploads/2017/09/IMG-20170905-WA0008-768x603.jpg
Veículo de luxo apreendido pela PF
Continua...

As investigações, iniciadas no ano de 2012, levaram à identificação de um esquema criminoso no qual eram falsificados documentos públicos para fins de concessão de benefícios de Amparo Social ao Idoso a pessoas fictícias, além do recebimento indevido de benefícios previdenciários após o falecimento do titular.

A organização criminosa contava com um funcionário de uma instituição bancária em Timbiras/MA e outro da agência dos Correios em Codó/MA, responsáveis pela abertura de contas correntes, realização da prova de vida e renovação de senha bancária. Fazia parte, ainda, um servidor do INSS, atualmente aposentado, além de intermediários e agenciadores.

O prejuízo, inicialmente identificado, aproxima-se de R$ 10 milhões. O prejuízo anual, a ser evitado com a suspensão dos benefícios, gira em torno de R$ 1,2 milhão. Os investigados presos serão indiciados pelos crimes de estelionato previdenciário, organização criminosa e lavagem de capitais.

O nome Fantôme, na tradução da língua francesa, significa fantasma, em alusão ao esquema criminoso, cujo modus operandi seria a utilização de pessoas fictícias, criadas apenas para que o verdadeiro autor não aparecesse nas operações fraudulentas.

8 comentários:

  1. Falta a PF vir aqui em Pedreiras, vai ter muita gente b atendo em retirada na calada da noite (se der tempo) e outros sem dormir.

    ResponderExcluir
  2. Em Igarapé Grande, também....

    ResponderExcluir
  3. Da uma passadinha em Lima Campos também, que vcs veram o quanto de gente será preso!

    ResponderExcluir
  4. Não esqueçam de Esperantinópolis. Bacharel que nunca passou nem na OAB morando em mansão de luxo, as custas da previdência aposenta as pessoas e as obriga a fazer empréstimos bancárias ficam com o dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A quadrilha de Esperantinópolis é pesada e age também nas mediações, tem uma senhora de Poção que fez um empréstimo altíssimo e deu o dinheiro todo pra eles.

      Excluir
  5. A delegacia contra crimes previdenciários já tá de olho na quadrilha formada por alguns funcionários qua atuam dentro da própria agência do INSS de pedreiras, e já tá de olho em vários casos de processos sem provas documentais que foram negados, inclusive na justiça federal e que estão sendo novamente agendados e concedidos administrativamente, intermediados por escritório de advocacia que tá ganhando "tudo" na agência de pedreiras, depois vem o rachachá. Logo a casa cai. PF neles.

    ResponderExcluir
  6. Agora acho que itendi o motivo do avião da Polícia Federal no Maranhão como mostrado em outra postagem nos Blog's.
    Nesse caso que eles(PF) possam levar esses criminosos pra bem longe daqui.

    ResponderExcluir
  7. Aqui em pedreiras tem neguim andando de sw4 zero,outro andando de corola novo e kavasaki ninja nova tudo as custas de cartão isso é uma molecagem cade as autoridades que não vê isso,se vê não enxerga nada,isso faz nos crê que crime compensa,vergonha de ser brasileiro.

    ResponderExcluir