sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Antônio França visita família para esclarecer boato que teria negado translado para corpo de pedreirense que morreu em São Paulo

Antônio França conversa com familiares e vizinhos de dona Maria Jesus 
Na quinta-feira (16), um dos temas que causou fortes repercussões e polêmicas nos grupos de whatsapp de Pedreiras (MA), é o boato que o prefeito Antônio França havia sido procurado por familiares de dona Maria de Jesus, uma moradora do Bairro Mutirão, que faleceu em decorrência de problemas de saúde nesta semana; segundo o boato, eles pediram ajuda ao prefeito para transportar o corpo da idosa de São Luís para Pedreiras, mas o gestor se negou.

“O filhos procuraram o prefeito Antônio França e ele se negou, disse que não era sua responsabilidade, virou as costas para os familiares; mas eles foram em busca do prefeito Trizidela do Vale, Fred Maia, e que na mesma hora cedeu o carro”, relatou uma pessoa na rede social, causando revolta nos internautas.

O assessor político da prefeitura, Dr. Allan Roberto, sempre monitorando as redes sociais, repassou a informação ao prefeito. Segundo soube, Antônio França foi surpreendido.

“Meu Deus, isso nunca aconteceu! Ninguém me procurou. Jamais me negaria ajudar, ainda mais em uma situação como essa; senão tivesse carro disponível agora, eu cederia o carro que estou usando para buscar o corpo de nossa conterrânea e eu ficaria a pé”, afirmou o prefeito.

Diante da polêmica envolvendo seu nome, Antônio França imediatamente se deslocou à casa dos familiares de dona Maria de Jesus, localizada no Bairro Mutirão.

O prefeito foi recebido cordialmente pelos filhos e uma irmã da senhora falecida e alguns vizinhos.

Após comprimentos e palavras de apoio, Antônio França relatou os boatos que estava sofrendo; os familiares ouviram e contaram sua versão.

“Prefeito, nós também ouvimos falar desse boato, mas lhe garanto que ele não saiu de nenhum de nós aqui. Mesmo porque, nenhum de nós procurou o senhor; o nosso vizinho, seu Francisco, por ter conhecimento com o prefeito Fred Maia, foi direto falar com ele e conseguiu o carro. Então, a gente agradece ao prefeito Fred Maia, e ninguém aqui lhe culpou ou tem direito de lhe acusar, porque não lhe procuramos”, afirmou a filha que reside em São Paulo.

O prefeito pontuou.

“O meu amigo Fred Maia é um parceiro do povo de Pedreiras e tem nos ajudado; vou sempre agradecer a ele; e quanto a esse caso, tivessem me procurado, com certeza, nós teríamos arrumado esse carro”, garantiu Antônio França.

“Eu tenho certeza disso, prefeito, porque nós o conhecemos e sabemos de sua humanidade”, concordou a filha.
Antônio França
Seu Francisco, o vizinho, relatou a verdadeira história.

“Antônio França, sou vizinho dessa família há muitos anos e dona Maria era como se fosse alguém da minha família; quando fomos informados do falecimento dela, os filhos ficarão naquele desespero e eu me prontifiquei em arrumar o carro para buscar o corpo que estava chegando de avião em São Luís; eu cheguei até ser procurado pelo funcionário da prefeitura Daniel, e ele se colocou a disposição de me ajudar, mas quando soube que eu já estava conversando com o Fred Maia, ele me tranquilizou e me disse: “Pois conversa com Fred Maia, se ele não conseguir arrumar, agente arruma.” Foi o que ele me disse. Essa história que a família ou eu procuramos você e você se negou, é a pura mentira e eu nunca disse isso para ninguém. Se alguém tá inventando isso, deve ser por questões políticas contra você, mas não saiu daqui, lhe garanto”, disse.
Antonio França ouve seu Francisco 
Esclarecido o boato, o prefeito ainda passou algum tempo conversando vizinhos e familiares.  

Sobre a senhora
Continua...



A pedreirense Maria de Jesus dos Santos, 58 anos, moradora da Rua Miloca Branco, viajou à São Paulo para passar uns dias com uma de suas filhas que reside naquele estado; ao chegar lá, começou a sentir-se mal e foi levada para um centro de saúde; passou por exames e descobriu vários problemas: falência dos rins, água no pulmão, entre outros. A médica informou a filha, que Maria de Jesus já viajou com esses problemas e eles se agravaram em São Paulo. Em poucos dias, infelizmente, a pedreirensse veio a óbito. A família arcou com as despesas de embalsamento e translado de avião entre São Paulo e São Luís; e precisou da ajuda da prefeitura para fazer o transporte terrestre do corpo, da capital até a casa dos familiares, no Mutirão em Pedreiras. Ela foi sepultada na quarta-feira em um cemitério público de nossa cidade. 



9 comentários:

  1. Prefeito França é um homem sensível e de bom coração. Mentira tem perna curta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse prefeito é ridículo péssimo não tem nada de bom coração ele é mto é inútil

      Excluir
  2. Tudo o prefeito diz que foi pego de surpresa...pois é melhor largar a prefeitura de mão, deixar o vice assumir.

    ResponderExcluir
  3. Mentir não vale, se nesse caso, a familia sequer procurou o prefeito para buscar ajuda e alguem aproveitou para destilar veneno por ser oposição, então que pare de disseminar coisas falsas.

    ResponderExcluir
  4. Ele falou mesmo que não iria ajudar.agora fica dando uma de corderinho

    ResponderExcluir
  5. Ummm... Interessado q o vice assuma né? Kkkk
    Se num acredita vai na casa da morta, é lá no mutirão.
    Pensando q a prefeitura é do tamainzim da tua casa. Te toca cara.
    Prefeito mata a cobra e mostra o pau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que ele é melhor que esse prefeito ignorante que não sabe tratar as pessoas ainda se arrepende do que faz e fala

      Excluir
  6. Esse pior prefeito que ja deu em Pedreiras! !!!

    ResponderExcluir
  7. olha Antônio Fraças quantos anos passa tão rápido aproveita bem para acabar com a prefeitura
    pq quando você sair do poder vc vai voltar subi em poste de novo para tracar lampadas

    ResponderExcluir