quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Investigadores da Delegacia de Homicídio de São Luís estão em nossa região investigando assassinatos dos Alagoanos


A Superintendência Estadual de Investigações de Homicídios e Proteção a Pessoas enviou à 14ª Delegacia Regional de Pedreiras (MA), equipes de investigadores para ajudar nas investigações dos assassinatos, envolvendo membros da família Alagoano.  

Foram dois crimes com características de 'pistolagem' que chocaram a região neste mês de outubro.

GERALDO ALAGOANO
Geraldo 
* Na tarde do dia 4, dois pistoleiros tiraram a vida do produtor rural Geraldo Alagoano, 58 anos, quando ele chegava para participar do casamento de uma sobrinha, no povoado Lucindo, zona rural de Poção de Pedras. Geraldo morava com a família em uma propriedade no município de Igarapé Grande.


ZEZÉ DA VAN
Zezé da Van
* E no dia 14, dois pistoleiros tiram a vida do motorista Zezé da Van, tio de Geraldo Alagoano; o crime aconteceu na rodovia MA-122, entre Bernardo do Mearim e Trizidela do Vale. Zezé da Van morava com a família na cidade de Bernardo do Mearim.

O filho de Zezé da Van, o motorista Ciro Camilo, escapou de uma emboscada, quando saia de casa para trabalhar, em Bernardo do Mearim, naquela mesma manhã do dia 14. Dois homens efetuaram disparos em sua direção, felizmente, ele conseguiu fugir da tentativa de homicídio.


O assassinato de Geraldo Alagoano teve forte repercussão no meio político em nível local e estadual; ele era pai da atual vice-prefeita de Igarapé Grande, Dra. Dienne.

No dia do assassinato de Zezé da Van, o delegado Dr. Jânio Pacheco, em depoimento a imprensa, comentou que os dois crimes estão relacionados. As investigações devem esclarecer as circunstâncias.

Nesta semana, os moradores de Pedreiras notaram a presença de camionetes e viaturas da Delegacia de Homicídios de São Luís circulando na cidade. 
Camionete da Delegacia de Homicídio é vista circulando em Pedreiras
Avenida Rio Branco, foto registrada na tarde do dia 21 de outubro 
E hoje, o delegado Regional, Dr. Lucas Smith, confirmou para o repórter Ribinha da FM Cidade, que os investigadores estão trabalhando na elucidação dos dois assassinatos.

“Os investigadores estão auxiliando nas investigações dos homicídios de Zezé da Van e do Geraldo Alagoano”, informou o delegado regional.  

Até o momento, ninguém foi preso por conta desses crimes; a polícia civil não divulga informações sobre o andamento das investigações.

8 comentários:

  1. Esse pessoal só tão colhendo o q plantou

    ResponderExcluir
  2. Engraçado so vão investiga pq são rico si fosse um pobre ninguém. Ia atrás

    ResponderExcluir
  3. O bandido q matou um cidadão Di bem um homem Di caráter um cara do bem q nunca fez mal pra ninguém esse maldito tá solto i ninguém nunca fez nada

    ResponderExcluir
  4. Verdade, o Dudu moita tirou a vida de pobre inocente e tá por aí solto. Agora se fosse o Helton que tivesse tirado a vida dele tava aí uma cambada de policia perseguindo ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É gente o povo de poçâo já fez a sua parte. Já quebraram a cabeça dele.ja atiraram nos pés dele. Os donos de bares já proibiram dele andar nos bares.

      Excluir
    2. foi mesmo? dissem que é valentão o noitinha ja fizeram tudo isso com ele kkKkk

      Excluir
  5. Esse delegado não liga pro caso do Elton.
    Só pq é de família humilde?
    Ou pq é?

    ResponderExcluir
  6. Por que é verdade, por que não prende esse bandido que matou o rapaz de bem e tá solto???

    ResponderExcluir