segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Sindicato de Jornalistas manifesta apoio a Marco D’Eça

 
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de São Luís emitiu ontem (26) uma moção de apoio ao jornalista Marco Aurélio D’Eça, editor de Política do jornal O Estado do Maranhão.

Um dos mais duros críticos do governo Flávio Dino (PCdoB) – e do Judiciário -, ele foi vítima, neste fim de semana, de ataques de parte da mídia ligada ao Palácio dos Leões, com a divulgação de uma suposta condenação à prisão pela Justiça Federal.
Continua...

O caso remonta a 2007, quando D’Eça noticiou suposta agressão do desembargador federal Ney Bello ao repórter-fotográfico Paulo Soares, de O Estado, durante a deflagração da Operação Navalha, em que o pai do magistrado, Ney Barros Bello, acabou preso.

Processado pelo desembargador, por calúnia e difamação, o jornalista enfrenta há dez anos a ação judicial e, em agosto de 2017, chegou a ser condenado pela juíza federal Claudia Giusti, substituta da 1ª Vara Criminal.

Ocorre que a condenação saiu nada menos que cinco anos após a prescrição do suposto crime. Ou seja: ao decidir sobre o caso, a magistrada sequer poderia proferir uma sentença, mas tão somente homologar a prescrição.

Mas não o fez… sabe-se lá por quê. Abaixo, a nota do Sindicato dos Jornalistas.

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DE SÃO LUIS

MOÇÃO DE APOIO

Vimos manifestar no apoio irrestrito ao jornalista Março Aurélio D’Eca, num momento em que aquele enquanto profissional é atingido por medida abusiva e manifesta agressão à liberdade de expressão, o que preocupa a todos os comunicadores diante da ameaça de amordaçar a imprensa em geral e a liberdade de expressão pela intimidação.

Do Blog do Gilberto Leda

Um comentário:

  1. Acontece que esses manipuladores da mídia querem ser intocáveis, e isso não existe. tem que pagar por seus atos. ainda mais esse tal de Marco Aurélio D’Eça, que deve ser pau mandado e capacho da máfia Sarney.

    ResponderExcluir