domingo, 3 de dezembro de 2017

Flávio Dino e Ciro Gomes confirmam apoio à pré-candidatura de Weverton ao Senado pelo PDT

Com a presença do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, do presidenciável Ciro Gomes, do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e do governador Flávio Dino (PCdoB), o PDT realizou neste sábado sua Convenção, na qual reconduziu os atuais Diretórios Estadual e Municipal e confirmou o projeto lançar o deputado federal Weverton como candidato ao Senado no próximo ano. Flávio Dino, que na sexta já havia anunciado o nome de Weverton como o primeiro pré-candidato a senador de sua chapa majoritária, reafirmou que os dois estarão juntos em 2018: “ Weverton tem o nosso apoio integral nessa caminhada.”

“Agradeço a Flávio pela confiança de ser o primeiro pré-candidato a senador anunciado”, retribuiu Weverton, que disse estar sendo guiado por um sentimento de gratidão e responsabilidade com o povo do Maranhão. O deputado agradeceu também o PDT por ter lhe permitido crescer politicamente defendendo seus ideais.

Mudanças no Maranhão

A Convenção foi um espaço para reafirmação do compromisso com um projeto de mudanças para o Maranhão e para o Brasil. Weverton enumerou avanços que estão acontecendo no estado, que segundo ele é um centro de resistência, onde ainda se consegue ter um olhar para os “invisíveis”, com políticas públicas que estão levando avanços e reduzindo a pobreza. Ele afirmou que junto com toda a militância estará empenhado na reeleição do governador Flávio Dino e na eleição de Ciro Gomes a presidente. “Enquanto houver sangue e suor na militância do PDT, vamos lutar pela sua recondução ao governo”, garantiu a Flávio Dino. “Ciro, vá o rodar o Brasil, que aqui no Maranhão você tem um soldado para lutar pelo seu nome”, disse o deputado.

Ciro Gomes criticou o governo do presidente Michel Temer e disse que essa política, que sacrifica principalmente os mais pobres, durante muito tempo penalizou o Maranhão, que hoje vive novos tempos. Ele exortou os presentes a lutarem para não aceitar o retrocesso e dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado. Carlos Lupi disse que “a política é o único instrumento de transformação da sociedade” e que o PDT desde o tempo de Jackson Lago vem lutando por essas mudanças no Maranhão.

Flávio Dino, que elogiou a capacidade de gestão de Ciro Gomes, citou o exemplo do Ceará, que investiu na educação. “Quando assumi, o Maranhão tinha zero escolas de tempo integral, enquanto o Ceará já tinha 150. Estamos correndo atrás do prejuízo e hoje temos 18. Em fevereiro teremos 40”. Ele fez uma analogia com um time de futebol, disse que o Maranhão hoje é um time que está ganhando e não se deve voltar atrás para não pegar “gol da pobreza e do atraso” e convocou a todos para lutarem juntos a fim de corrigir um problema que é não ter uma representação no Senado que esteja alinhada com esse novo momento do Maranhão.

Apoios partidários

A presença de representantes de diversos partidos foi um dos itens mais mencionados nos discursos. “Poucos conseguem reunir tantos nomes lado a lado”, comentou o deputado federal pelo PCdoB de São Paulo, Orlando Silva, que esteve em São Luís para participar do evento e defendeu o nome de Weverton para o Senado. “Vai ser a eleição de um guerreiro, de um combatente”, afirmou.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do DEM, destacou o trabalho do deputado Weverton como líder da bancada pedetista e afirmou que “ele faz a diferença na Câmara e se for eleito fará a diferença no Senado”.

O presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa, que participou de todos os encontros regionais em apoio à pré-candidatura do Weverton disse que não se trata de um projeto só do deputado, “mas de todos que acreditam que a política pode ser diferente”.

Além de Luciano Leitoa, também declararam apoio ao projeto os presidentes estaduais do PRB, deputado Cléber Verde; do PROS, Gastão Vieira; do DEM, deputado Juscelino Filho; do PCdoB, Márcio Jerry; do PTC, Edivaldo Holanda; e os representantes do PEN, deputado Júnior Marreca, do PP, prefeito Juran, e do PT vereador Honorato Fernandes. O deputado Pedro Fernandes, que preside o PTB não estava presente, mas já anunciou que o partido estará com o PDT no projeto para o Senado.

 

Mais de 200 fotos

 

Mega Convenção estadual do PDT fortalece ainda mais a pré-candidatura de WEVERTON ROCHA ao Senado



10 comentários:

  1. Carlinhos não vi você comentando sobre uma visita do João Marcelo,filho do senador, essa historia procede, sobre essa ida dele para um grupo novo. E Ciro Gomes vai e para lugar nenhum.

    ResponderExcluir
  2. Flavio dino ja ta nas ultimas ainda vai se unir com ciro gomes kkkkk
    Bolsonaro 2018

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tu não sabe inteligente o bolsonaro é do mesmo esquema do PSDB e PMDB. se ganhar vai continuar esses mesmos ladrão que estão lá no congresso.

      Excluir
  3. O asfalto do povoado Palmeiral vai sair quando heim responde aí deputado

    ResponderExcluir
  4. João Marcelo ? Que grupo esse ? Das 7 pessoas Wesley ,kiko ,Flávio Sampaio , Markely , Lorinho , pachola ... brincadeira esse grupo

    ResponderExcluir
  5. Tá incomodando kkkkk e de graça e para lembra João Marcelo e um deputado Federal de mandato e filho de um senador e me pergunto você o que e ?????? Os homens sao duros trouxeram um deputado Federal sem mesmo serem políticos de ofício, isso de mostra força.

    ResponderExcluir
  6. E vc parece que nem sabe contar kkkkk na sua conta ai so da seis kkkkkkkk va aprender pelo menos o básico para fala de alguém kkkkk

    ResponderExcluir
  7. Acho que esse anônimo tá cego lá tinha mais gente não sei se vai pra frente mais que tinha mais gente tinha

    ResponderExcluir
  8. Esse povo pelo menos coragem teve de sair das asas dos medalhões.

    ResponderExcluir
  9. E tem muita gente boua aí nesse meio

    ResponderExcluir