sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Mãe de menor acusado de assaltar e espancar vítima promete processar populares que tentaram linchar o filho em Trizidela do Vale

14ª Delegacia Regional de Pedreiras - MA
No começo da madrugada desta sexta-feira (29), por volta das 1h30, mais uma assalto foi registrado na cidade de Trizidela do Vale (MA). Uma jovem foi vítima de dois assaltantes; segundo as primeiras informações, a vítima chegou a levar panadas de facão e obrigada a entregar o aparelho celular. O fato revoltou moradores. Populares cercaram um adolescente de 15 de idade, acusado de participar do assalto e começaram a fazer justiça com as próprias mãos. “Taca pra 10, ele pegou sozinho”, como diz no popular.

O adolescente suspeito foi salvo de ser morto graças à intervenção da guarnição da polícia militar. Os PMs arrancaram ele do meio da população revoltada. O jovem foi levado muito machucado para o hospital, para ser atendido antes de ser apresentado na Delegacia Regional de Pedreiras.

A mãe do adolescente (nome não divulgado) foi avisada, esteve no hospital e passou mal ao encontrar o filho naquela situação, com o rosto desfigurado de tanta porrada. Ainda na madrugada, ela procurou a Delegacia de Polícia para denunciar a agressão que populares infringiram ao seu filho; ela alega que o adolescente é inocente e promete identificar os autores da barbares, denunciá-los para a juíza Larissa, titular da 3ª Vara de Pedreiras e processá-los.

Depois de passar toda a madrugada no Plantão da Delegacia, chorar muito, a mãe coragem deu um depoimento ao repórter Ribinha da FM Cidade de Pedreiras (Programa Tribuna 101).

“Ele está bastante machucado mesmo; eles bateram muito no rosto do meu filho! Olha, eu vou pedir pra essa pessoa que bateu no meu filho, se pôr no meu lugar, porque essa pessoa que bateu no meu filho, na verdade foram varias pessoas, foi homem, foi mulher e deram chutes, bateram, agrediram... O rosto do meu filho esta bastante machucado!”

“Ele só tem 15 anos, ele não é ladrão, ele tem celular; inclusive as vitimas que bateram no meu filho, ficaram com o celular dele, que ainda hoje eu comprei, lá na Casas Sampaio. O celular não é roubado! Meu filho não tem precisão de roubar, se andava fazendo isso aí, é porque foi incentivado pelos outros... porque meu filho estuda. Meu filho tem 15 anos, já vai fazer o 1º ano. Se ele fosse vagabundo, ele não estudava. Ele vai fazer o 1º ano! Ele estuda e trabalha comigo. Trabalho muito tempo na panificadora.”

“Eu vou identificar quem são as pessoas que bateram no meu filho! Eu vou tirar fotos do meu filho, vou levar pra juíza Dra. Larissa; eu vou mostrar o rosto do meu filho, como foi que ficou, todo ensanguentado.”

“Se não fosse a chegada da policia militar o que teria sido? Agradeço muito ao (Capitão) Tenente Euclides, foi quem salvou ele; os outros policiais que eu não sei o nome, o Cabo André, também tirou, se não fosse a chegada da polícia, eles tinham matado; o Cabo Ricardo também chegou lá junto e pegou o meu filho; se não fosse eles tinham matado meu filho.”

“Pra que isso? Tinha pegado, segurado e chamado a polícia, entendeu? Fazer justiça com as próprias mãos?!!! Até porque, meu filho ia ser morto de laranjada; porque os outros roubaram e saíram correndo; inclusive tem um menor agora que eu acabei de receber uma ligação, tem um menor lá da Rua do Tamarindo que já está saindo, já vai fugir, os pais já estão tirando.”

“O celular que meu filho estava usando ficou com a população; o celular fui eu que comprei, não é roubado! Lá em casa ninguém usa celular roubado, porque eu não aceito! Eu trabalho, ele trabalha junto comigo. O meu filho estuda e lá na rua esta todo mundo revoltado, porque meu filho não é ladrão! Agora a população pegou o meu filho enganado pra matar, Mas todo mundo me conhece, não vou dizer meu nome mas todo mundo me conhece.”

“E eu vou pegar o enderenço de todos que bateram no meu filho e vou levar pra juíza e vou processar todos, porque eu tô aqui pro que der e vier! Se for pra prender meu filho vai ter que prender todo mundo! Porque eles também bateram no meu filho, meu filho só tem 15 anos!”

Ao ser informado o que tinha acontecido com o adolescente, a mãe do segundo jovem, de 16 anos, apontado como envolvido no assalto violento, apresentou o filho na delegacia logo cedo.

O caso está nas mãos da polícia, justiça e promotoria de justiça.

Confusão grande pela frente, por que a mãe do adolescente jura que está pronta para o que der e vier!

32 comentários:

  1. Acho q a taca foi pouca.

    ResponderExcluir
  2. Vou votar Bolsonaro....ninguém vai bater seu anjinho não! ! Pq ele vai tá no presídio bem guardadin viu dona Maria! !!

    ResponderExcluir
  3. Tem que quebrar é no cassete mesmo

    ResponderExcluir
  4. kkkk a população era pra ter era tacado um tiro na caberça dele rsr

    ResponderExcluir
  5. Por isso que muitos jovens entram nessa vida ,por terem pais cegos ,pais que não querem meter a vara no filho quando está errado,pais que acham que o filho é sempre uma criança ,me poupe .
    Se não apanha em casa apanha na rua , a educação ,a obediência e o respeito aprende em casa .

    ResponderExcluir
  6. Se ele è um bom filho o que um menino de 15 anos estava fazendo 1:30 da madrugada na rua invés de estar dormindo ?

    ResponderExcluir
  7. seu filho não faz nada de errado me compre um bode,a senhora é a principal culpada dos atos de seu filho,me responda o quê que um adolescente de 15 anos anda fazendo 1:30 da madrugada coisa boa não é nem educação deu ao filho e me digas com quem andas e eu direi quem tu és, e se ele não fosse pego pela população e fosse só identificado a senhora já teria mandado ele pra fora pra nem preso ser a taca foi pouco que pena merecia ser
    bem maior pra criar vergonha e a senhora aprenda a educar seu filho aí só foi um aviso que a vida deu que sirva de exemplo para ele e para senhora .

    ResponderExcluir
  8. Por isso q esse garoto é do geito q é a mãe passa a mão na cabeça dele ela tinha mais q conversa e da uma lição de moral nele e n passa a mão na cabeça

    ResponderExcluir
  9. 15 anos é. .mais JÁ sabe fazer tudo que não presta ..JÁ roubam. .matam ..estrupam. quando o povo faz isso é porque JÁ vive cansada de serem assaltados por esses vagabundos. .

    ResponderExcluir
  10. Senhora se vc não que ver a população lixando o seu filho na rua por que só tem 15 ano então senhora corrija o seu filho em casa por que é melhor do que vc ir na casa de todo mundo que bateu na seu filho
    Vc senhora tá passando a mão na cabeça do seu filho
    Coisa que quando ele vai rouba ele não passar a mão na cabeça da vítima não senhora ele chama a vítima de vagabundo ou vagabunda
    Aí vem a vc querendo processa ah fassa o meu favor

    ResponderExcluir
  11. Deveria ter vergonha e procurar tratamento pro filho dela isso sim, enquanto há tempo.

    ResponderExcluir
  12. Melhor ela manter o plano funerário em dia...uma hora dessas ela vai precisar....essa direção do filho não tem volta....acreditem

    ResponderExcluir
  13. Teve foi sorte que foi em Pedreiras, onde o povo é pacífico com bandinho se não ele tava era na vala está hora.

    ResponderExcluir
  14. E ladrão e ainda deixar ainda matar o cidadão engraçado isso 🤔

    ResponderExcluir
  15. Manda essa vagabunda pegar o filho dela e vim pra o Rio de Janeiro que aqui a gente dá um jeito nos dois

    ResponderExcluir
  16. E o asfalto do palmeral? Cade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. saiu daqui agorinha tá indo no lombo de dois jumentos.

      Excluir
  17. A panada de facão no outro la ela não lembra

    ResponderExcluir
  18. A que ponto chegamos a população fazendo justiça com as própriasuas mãos!!passamos de vítima a bandidos.

    ResponderExcluir
  19. Gente olha o Conselho tutelar a mãe não pode mas bater em seu filhinho olha as leis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mãe não pode bater, mas a população pode. Porrada nesses vagabundos e pouco, seriam melhor mandar pra vala logo.

      Excluir
    2. Aqui em ksa não tem disso não, se conselho vim aqui apanha também

      Excluir
    3. Sou mãe de um casal de filhos, o menino sempre.foi muito danado mas, sempre que houve necessidade eu o corrigi, hoje ele é um dos melhores alunos da turma de Medicina.

      Excluir
  20. Finalmente, 100% dos comentários razoáveis e lúcidos.

    ResponderExcluir
  21. tem que larga e a ripa pra cima se fosse um filho bom tava dormindo dona Maria negocio de lei,quando eles tao roubando usam a lei a seu favor

    ResponderExcluir
  22. Acho que tentaram bater na pessoa errada quem era para levar uma coça bem boa era essa senhora de bem que quer criar um filho bandido

    ResponderExcluir
  23. Bolsonaro 2018. Acabar logo com essa corja de vagabundo!

    ResponderExcluir
  24. Rpaz mae ainda diz que filho eh inocente E tals vai procurar e processar todos envolvidos pois vai lotar a delegacia e e as cadeias De populares e o filho santinho do lado. De fora sorrindo dizendo que a justiça Eh por ele Affff #bolsonaro2018. Ai quero Ve ela abrir a boca prs dizer que o filho dela tem razao. Ainda diz que ta disposta a fazer td o ruim que vai acabar apontando um dois ou tres pra segurar o veneno.

    ResponderExcluir
  25. Vendo esses comentários, como pai de uma menina de seis anos, fico muito triste.Primeiro a mãe não deveria se comportar dessa forma, segundo uma criança de 15 anos na rua 1:300 da manhã, terceiro ele deu uma parada de facão na vítima e se eles a matam? Outra coisa, um país não vai preso por bater em filhos, a lei proíbe espancar, abandonar,maltratar... Está tudo errado: a lei, a família, a população.

    ResponderExcluir
  26. Essa parideira devia era ter vergonha, se fosse meu filho que Deus o livre desta mal hora que média a ripa nele era eu. Dá razão pra esse safado. Outro dia um santo que nem esse vagabundo botou uma arma na cara do meu filho que vinha da faculdade, na hora que for liberto porte de arma eu vou dar uma pra ele ( meu filho). Ele é estudante de Medicina e estava voltando pra casa quase doze horas da noite, estava na aula prática na UBS. O filho de égua botou a arma na cara dele.

    ResponderExcluir