quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Políticos do Maranhão lamentam a morte de Nenzin, ex-prefeito de Barra do Corda


Políticos, e principalmente os amigos aliados de décadas, manifestaram tristeza com a morte do ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa (79 anos), o Nenzin de Barra do Corda, ocorrida na manhã desta quarta-feira (6), com dois tiros no pescoço. Veja abaixo:

Roseana Sarney lamentou e confirmou via telefonema ao Blogueiro Gildásio Brito, que se fará presente em Barra do Corda, para seu último adeus a Nenzin.
“Foi uma tristeza muito grande saber do assassinato do meu sempre amigo Nenzin. Um homem que trabalhou pelo seu povo, se dedicou para melhorar a vida das pessoas, só fez o bem pela sua cidade e sua gente não merecia uma morte trágica e violenta. Espero que a justiça aja com rigor e descubra os culpados. Deus o receberá de braços abertos na sua nova morada e, dará conforto aos seus familiares principalmente a D. Santinha, sua companheira em todos os momentos. Vai com Deus meu fiel companheiro! Saudades”. - De sua eterna amiga, Roseana Sarney.

O ex-presidente da República José Sarney, disse que o Maranhão perde um dos seus maiores líderes políticos, e chamou Nenzin de amigo e fiel companheiro. "Foi um choque para mim, receber aqui nos Estados Unidos, a notícia do falecimento do meu grande amigo Nenzin, ex-prefeito da nossa querida Barra do Corda. O histórico deste grande homem, e por tudo que ele fez por esta cidade, jamais, merecia ter encerrado sua vida sendo vítima de um crime bárbaro. Nenzin deixa grandes lições, de um homem público de posição, lealdade, respeito e bastante serviço prestado ao seu povo e sua gente. Lamento, em perder um dos grandes amigos que conquistei ao longo da vida”, disse o ex-presidente José Sarney.

A ex-governadora Roseana Sarney, o chamou de “fiel companheiro”. “Foi uma tristeza muito grande saber do assassinato do meu sempre amigo Nenzin. Um homem que trabalhou pelo seu povo, se dedicou para melhorar a vida das pessoas, só fez o bem pela sua cidade e sua gente não merecia uma morte trágica e violenta. Espero que a justiça aja com rigor e descubra os culpados. Deus o receberá de braços abertos na sua nova morada e, dará conforto aos seus familiares principalmente a Dona Santinha, sua companheira em todos os momentos. Vai com Deus meu fiel companheiro! Saudades”, disse a ex-governadora.

O Ministro do Meio Ambiente Sarney Filho, disse está chocado.“Ainda profundamente chocado com o assassinato na manhã de hoje do amigo e ex prefeito de Barra do Corda, no Maranhão, Manoel Mariano de Sousa, Nenzin. Minha solidariedade aos familiares e à população do município pelo qual ele tanto lutou em seus três mandatos como prefeito. Nanzin era incansável na luta pelo desenvolvimento da região e o seu entusiasmo contagiou seu filho, Rigo Teles, a seguir a carreira política, hoje como deputado estadual pelo Partido Verde. Espero que o crime seja esclarecido logo e os responsáveis punidos de forma exemplar”, disse o ministro Sarney Filho.

O deputado estadual Adriano Sarney, falou de sua tristeza, e disse que Nenzin foi uma grande liderança do Partido Verde na região. “É com profunda tristeza que recebi a notícia da morte de ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin, grande liderança do Partido Verde na sua região.Nesta oportunidade, presto solidariedade à família de Nenzin, em especial a viúva Francisca Teles de Sousa, carinhosamente conhecida como Santinha; e os seus filhos Pedro Teles, o deputado estadual Rigo Teles (PV), Manoel Mariano de Sousa Filho, o Júnior do Nenzin; e as filhas Sandra Maria, Sandra Helena e Sandra Ilania.Pedimos que Deus conforte os corações dos familiares e amigos de Nenzin, dando forças para transformar toda a dor desta irreparável perda em fé e esperança”, lamentou o deputado Adriano Sarney.

O senador Edison Lobão, lamentou o crime ocorrido contra Nenzin, e o chamou de amigo de longa data.”Recebi com espanto, indignação e profunda tristeza a informação da morte, por assassinato, do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin. Grande liderança política, Nenzim, amigo fraterno de longa data, deixa um legado de grandes realizações em favor de Barra do Corda. Envio o meu abraço de solidariedade aos seus familiares, esperando que a Justiça identifique e puna exemplarmente os responsáveis por esse crime que deixa órfã a sua família e o povo querido de Barra do Corda”, disse o Senador Edison Lobão.

O senador Roberto Rocha, também manifestou seu pesar à família e ao povo cordino.”Recebi hoje, com muito pesar, a triste notícia da morte do ex- prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano, o “Nenzin”, pai do deputado estadual Rigo Teles. Meus pêsames para toda a sua família. Desejo que ela encontre em Deus as forças necessárias para superar esse momento terrível de sofrimento”, disse o senador tucano.


O senador João Alberto, disse que, Nenzin parte, deixando muitas lições.“É com pesar que soube do falecimento do nosso querido Nenzin, ex-prefeito de Barra do Corda. Ele parte, deixando muitas lições de humanidade, sabedoria e companheirismo”, disse João Alberto.

3 comentários:

  1. agora ele e bom pra td mundo foi o melhor prefeito.E PQ MATARÃO ELE, jente air tem coisas grande po traz ninguém morre po acazo não fica air dica

    ResponderExcluir
  2. Quem assassinou Manoel Mariano de Sousa, 79 anos, ex-prefeito de Barra do Corda e pai do deputado Rigo Teles? Essa pergunta está martelando toda população do município e região. Um crime, comumente, no momento de sua execução sempre deixa suas pistas, entre elas as características físicas e trajes de seu executor.
    O local onde o ex-prefeito foi alvejado por um dos tiros, segundo informações de fontes em Barra do Corda, é uma área aberta e de pouca vegetação, onde qualquer pessoa seria vista de longe ao tentar cometer tal ato. Em razão do horário da ocorrência (cedo da manhã) o local estava deserto e sem nenhum movimento, o que veio facilitar o cometimento do crime sem que, possivelmente, ninguém viesse a perceber. A única testemunha ocular é seu filho Júnior do Nenzim, ele estava com o pai no carro quando ele teria saído do veículo para urinar. Caso Júnior do Nenzim tenha visto os executores de seu pai, essas informações ainda não foram divulgadas e estão sendo guardadas a sete chaves, podendo ser reveladas somente a autoridade policial.
    Já circula na cidade que a Secretaria de Segurança Pública, por determinação do governador Flávio Dino, já enviou uma equipe de investigadores.

    ResponderExcluir
  3. Se ele não tivesse descido para urinar, talvez não teria morrido.
    E como esperaram ele descer, serar q sabiam q ele ia urinar ali?

    ResponderExcluir