terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Mais informações sobre o acidente que vitimou mãe e filha em uma rodovia do PA

 A família é de Trizidela do Vale
- Ainda sobre o trágico acidente que vitimou mãe e filha na BR-155, na manhã do dia 26 de dezembro. O blog recebeu mais informações sobre o acidente; os novos detalhes descarta a versão de ultrapassagem perigosa como a principal causa da tragédia.

- Segundo a nova versão, a viagem estava tranquila; em determinado trecho da rodovia, uma camionete D20, cor azul, segui na frente da S10, onde viajavam seis pessoas de uma família trizidelense.

- Próximo a uma ponte, o condutor da D20 freou bruscamente;  o motorista da S10, num movimento rápido para evitar a colisão, acabou puxando o veículo para a outra pista, quando surgiu o ônibus de passageiro e aconteceu a trágica colisão.

- Portanto, segundo esse relato bem condizente, não foi uma ultrapassagem perigosa em um trecho proibido de faixa continua. O motorista da D20, aparentemente se assustou com a ponte, freou bruscamente, obrigando o carro que vinha logo atrás a entrar na pista contrária.

- “Talvez a colisão com o carro da frente teria sido menos trágica, mas involuntariamente, quando um carro freia na frente do nosso carro, temos esse gesto de jogar o carro para um dos lados para evitar a batida;  é um ato de defesa nosso e imagino que tenha acontecido isso”, pondera um autoridade de trânsito ouvida pelo blog.

- O acidente aconteceu na manhã do dia 26, entre os municípios de Eldorado do Carajás e Marabá, entre um ônibus da empresa Ouro e Prata e a caminhonete Chevrolet S10.

- A família retornava de Parauapebas, onde passou o natal com familiares, para cidade de Trizidela do Vale, onde moram.

- No carro seguia o pai Wagner Mendes da Silva, conhecido como “Waguinho”, a mãe Aldenir Carvalho Araújo, três filhas adolescentes e o bebê de 2 anos de idade.

- Na violenta colisão entre a S10 e o ônibus, infelizmente, a mãe e a bebezinha acabaram morrendo.

Ainda...
- O motorista da D20 não parou para prestar socorro e seguiu viagem.

- Há relatos chocantes que alguns passageiros do ônibus saquearam a camionete S10 acidentada; levaram, inclusive, malas, pertences e joias que estavam ainda nos corpos das vítimas.

- Waguinho, que saiu do acidente com fraturas, recusou passar por cirurgias longe de Trizidela do Vale. Ele pediu para retornar ferido, para participar do funeral da esposa e da filhinha. Foi operado no hospital geral de Peritoró. Ela e as três filhas adolescentes estão muito traumatizados com o terrível acidente.

- Trizidela do Vale ficou também ficou consternada com acidente.

- Wagunho é filho do empresário conhecido como “Januário Construção”, muito conhecido na cidade.

Mais informações

Tragédia - Carro com família de Trizidela do Vale sofre acidente em rodovia do PA

Morre mais uma vítima do acidente na BR-155, no estado do Pará

9 comentários:

  1. O esquisito é que, pêlas fotos da Estrada, a Pista era muito bôa. Enfim, lamentável é que morrêram uma jovem mulher e uma Criança que nem sabia o que fazia.

    ResponderExcluir
  2. "Mantenha Distância", essa é a frase que está em todas as carrocerias de caminhão. O motorista da S-10 errou feio, por não manter a distância segura do carro que seguia na sua frente. Temos que manter um distância que dê tempo de reagir e frear antes de bater na traseira do outro carro.

    ResponderExcluir
  3. Não estou dizendo que o rapaz da S10 tava errado, versões de comentários vai ter os montes mas o que realmente vai dar mas fato ao que aconteceu será uma perícia feita por profissionais e versões de de disse me disse nota que nas estradas brasileiras ocorrem várias imprudência de transinto e se o motorista da D20 se assustou ao ver uma ponte esse cidadão deve ser de outro planeta não deveria nem está dirigindo, meus pêsames a família e Deus o tenha ao seu lado a mãe e filha que se foram prematuramente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o motorista da D-20 se assustou ou não, D-20 feriou bruscamente, o certo é que o rapaz da S-10 não deveria andar tão perto do carro da frente, só assim teria tempo pra reagir e frear a S-10 sem colidir e nem invadir a faixa contrária.

      Excluir
    2. concerteza mantenha distância,mas pelo que o blogueiro escrever da entender que o motorista da D20 nunca tinha visto uma ponte na vida e que o motorista da S10 fez o certo, no meu entender o blogueiro quer tirar a responsabilidade de alguém querendo ou não foi falta de atenção no trânsito.

      Excluir
  4. blogueiro eu já ouvi tanta conversas ,tantos comentários só peritos dará uma resposta que chegue mas próximo do que houve de fato.

    ResponderExcluir
  5. Dirijo nessas estradas todos os dias, e é a imprudência que mais vejo, é essa do motorista colar na traseira de outro carro para poder fazer a ultrapassagem.

    ResponderExcluir
  6. Blogueiro veja só:
    O inquérito policial vai ser aberto para apurar todos os fatos, pela foto a caminhonete tem faróis pequenos, veiculo com característica de L200 da Mitsubishi por outro lado serão ouvidos, motorista do ônibus e passageiros que estavam naquele ônibus, conforme a lista de passageiros que todo linha ônibus possui. Pelas fotos, é uma via bem extensa, não se visualiza ponte, faixa contínua, é proibida a ultrapassagem, uso de cinto de segurança é obrigatório, criança no banco da frente é totalmente proibido, ainda mais com criança de colo na frente. É dever de todo motorista manter distância de outro veículo, dentre outras medidas tais como falta de atenção no trânsito. e Todo motorista é responsável pelas vidas que ele transporta naquele veiculo. Blogueiro vc leu o que o G1 noticiou ??? Cara teu blog tem muitos leitores, você não é perito não tem nenhum laudo de autoridade policial que ateste que comprove o que você está falando. Eu no seu lugar permaneceria calado. Faça apenas seu papel noticiar a informação com credibilidade e sem arrudeio e sem colocar sue ponto de vista seja totalmente imparcial.

    ResponderExcluir