sábado, 3 de fevereiro de 2018

Simplício Araújo ajuda São Luís ser a 5° cidade a gerar mais empregos no Maranhão


A posição alcançada por São Luís no ranking das 100 cidades que mais criaram vagas no último ano é fruto de estratégias do Governo do Maranhão, que, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), implantou o Parque Empresarial de São Luís; consolidou o setor de tancagem no Porto do Itaqui e melhorou a ambiência dos negócios empresariais.

De acordo com a pesquisa realizada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, São Luís é a 5ª cidade do país a gerar mais empregos em 2017, fator que se deve a atração de investimentos em vários segmentos, à procura por um ambiente empresarial favorável e estável e às obras públicas mediante acordos.
 
O levantamento ainda aponta o Maranhão como segundo estado do Nordeste a gerar mais oportunidades de trabalho em 2017.
Continua...

Parque Empresarial

Entre as estratégias que fizeram a capital maranhense alcançar uma excelente posição no levantamento do Caged, o novo fôlego do mercado de trabalho maranhense é atribuído principalmente ao Parque Empresarial de São Luís.

Os empreendimentos instalados e previstos para o Parque Empresarial de São Luís, são responsáveis por muitos empregos já gerados e por outros que ainda serão ofertados. Já são 32 empreendimentos de segmentos variados demandados para instalação na região que é gerida pela Seinc, destes, 21 já estão com processos tramitando na secretaria.

“Nosso trabalho é ficado para a prospecção e expansão das empresas. Com uma ambiência favorável aos negócios, os empreendimentos geram emprego e contribuem no aumento da renda e traxem desenvolvimento”, avaliou Simplício Araújo, secretário da Seinc.

Até agora, apenas com um empreendimento instalado no Parque Empresarial, o novo Centro de Distribuição do grupo Mateus, já foram gerados 500 postos de trabalho e, a expectativa é que sejam ofertadas mais de 2.000 vagas quando as últimas três etapas deste negócio forem concluídas.

O governo oferece todos os recursos e facilidades para que as empresas se instalem. A prioridade é desenvolver o Maranhão.

Tancagem

O porto do Itaqui está expandindo terminais e garantindo melhoria de acesso ao local. A Expansão do Terminal de Tancagem, avaliado em R$ 242 milhões, amplia as condições logísticas. Essa ampliação do terminal contribui para a geração de emprego e renda aos maranhenses e, também amplia a capacidade de movimentação de derivados de petróleo no porto.

Ambiente Empresarial

Todos estes incentivos cooperam com o ambiente empresarial do Maranhão, que se torna muito mais acessível a novos negócios e, consequentemente passa a transmitir uma economia favorável com todo o acompanhamento do governo.

A redução de alíquotas, o benefício fiscal de dispensa parcial do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS, a atração de negócios e investimentos para o estado, por meio de tratativas entre a Seinc e empresários do setor reforçam a atenção que está sendo dada ao mercado de trabalho local. Além das muitas obras públicas que se formaram a partir desses acordos, incentivando novos postos de trabalho.

Essa forte prospecção em investimentos reflete diretamente em algumas esferas sociais do Maranhão, requisitos fundamentais para que a implantação dessas empresas seja efetiva. Os novos postos de trabalho, equipamentos para um melhor funcionalismo público e reformas e construção de estruturas dignas na educação, são resultados positivos que exibem um estado mais desenvolvido.
Fonte:Poção em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário