quarta-feira, 7 de março de 2018

Polícia desmente “fake news” de suposto latrocínio em Pedreiras


Ontem à noite (6), um internauta postou em um grupo de whatsapp de Pedreiras que um rapaz foi ferido à bala por recursar entregar o aparelho celular durante um assalto.

A notícia, sem nenhuma confirmação, foi imediatamente compartilhada em dezenas de grupos, causando revolta na população. “Agora ninguém pode mais andar com celular nas ruas de Pedreiras, que corre o risco de acabar morto." ou “O grupo dos vizinhos aqui do Parque das Palmeiras está explodindo de tanta indignação, bandidos que andam por nossas ruas armados livremente atirando em pessoas de bem por causa de celulares? Que país é esse?”. Queixavam-se os internautas.

Não demorou para surgir mais detalhes do suposto latrocínio (roubo seguido de morte):  "o crime teria ocorrido na Rua 6 do Bairro Parque das Palmeiras; a vítima ‘baleada’ teria dado entrada no hospital geral de Pedreiras, recebeu os primeiros socorros, mas não resistiu e morreu."

Nesse meio de tempo, em que o clamor de revolta estava intenso na cidade, a polícia militar já estava nas ruas em diligências para prender os criminosos. Uma equipe da PM esteve no hospital de Pedreiras; os funcionários informaram que nenhum paciente deu entrada ferido por qualquer tipo de arma naquela noite. Em outra parte da cidade: uma segunda equipe da PM chegou no Bairro Parque das Palmeiras, onde ocorreu o suposto assalto. Os policiais não demoraram para confirmar que parte da história relatada e compartilhada nos grupos de whatsapp foi mais um “fake news” (falsa notícia).

Na Rua 10 da Parque das Palmeiras, a polícia localizou a vítima do assalto, sem nenhum ferimento. Ele relatou o que tinha acontecido; foi abordado por uma dupla numa Pop, cor preta. Armados com um revólver, exigiram o aparelho celular. O rapaz conta que decidiu não entregar o aparelho e, diante da mira da arma de fogo, correu e adentrou numa casa para fugir dos assaltantes.

Na correria para salvar o celular e a própria vida, o jovem contou que chegou a ouvir um estrondo atrás dele. Estava tão apavorado que pensou se tratar de um tiro, porém, como estava mais calmo, disse que o barulho também era parecido com a partida do motor da Pop preta.

Portanto, ninguém foi ferido à bala e nem se confirmou o disparo de arma de fogo, mas o assalto aconteceu. 

A polícia continua atrás da dupla da Pop preta. “Eles estão agindo já alguns dias, praticando assaltos em diversos pontos da cidade. Logo vão cair”, comentou um PM.
______________________


PUBLICIDADE 

Agro Marina de Pedreiras 
Em maio deste ano, será realizado na cidade de Pedreiras (MA) um importante torneio de tiro esportivo (carabina de pressão CBC). A realização é da Agro Marina, uma loja de produtos agropecuários, pet shop, caça, pesca, entre outros itens, como carabinas.

De acordo com Edivan, um dos organizadores do torneio, a expectativa que atiradores de outras cidades e, até de outros estados, participem da competição. A Agro Marina é uma revendedora de carabinas e da marca CBC e munições de chumbos . Os vencedores receberam prêmios.
Carabinas de pressão e munição de chumbos 
Aguarde mais informações sobre o torneio de tiros de carabina de pressão que vai acontecer em Pedreiras.

A Agro Marina fica localizada na Rua Maneco Rego, Nº 1069, Centro de Pedreiras.

2 comentários:

  1. Essa mesma dupla agiu ontem no Alto São José e patamar da Igreja de Sao Benedito.

    ResponderExcluir
  2. Não foi fake news aconteceu e o próprio rapaz achou ter sido baleado, vários moradores ouviram o tiro. Mas parece que o rapaz está com medo e ä polícia relatou nao ter certeza do disparo.

    ResponderExcluir