terça-feira, 24 de abril de 2018

Delegado Diego Maciel conta detalhes do ritual praticante contra uma idosa em Bernardo do Mearim


“Eles imaginaram que a idosa tinha um demônio, enquanto um praticavam o espancamento, os outros dois cantavam e faziam reverência ao ritual”, disse o delegado.
Delegado Diego Maciel, titular do 2ª DP de Pedreiras - MA
O delegado Dr. Diego Maciel, responsável pelo inquérito do cárcere privado e tortura que uma idosa sofreu no último domingo em Bernardo do Mearim, hoje cedo em entrevista a Radio FM Cidade de Pedreiras, forneceu detalhes da sessão de espancamento que sofreu a idosa nas mãos de dois filhos, Darlan e Soraia e do genro Baltasar.

“No domingo foi apresentado uma situação, onde três indivíduos teriam supostamente agredido uma senhora. Logo que iniciei as oitivas, ficou evidenciado que essas pessoas estavam praticando uma espécie de ritual, em que um dos indivíduos imaginou que a senhora estava, segundo ele, com demônio no corpo e, a partir daí, se iniciou uma verdadeira sessão de tortura.”
Local onde aconteceu o cárcere privado e as agressões 
“O que posso adiantar é que segundo os elementos que colhemos, até o presente momento, a senhora foi amarrada nos pés e pelas mãos, logo no início da madrugada.”

“E ela foi muito lesionada; foram diversas agressões que ela passou por horas nas mãos dos três indivíduos. Infelizmente, um lado do rosto dela ficou bastante lesionado; o olho dela chegou a fechar  e os braços estavam bastantes lesionados.”
Fachada da casa em Bernardo do Mearim

“Os indivíduos, em determinados momentos, colocaram ela de joelho e obrigado a ficar com os braços levantados. Toda essa sessão foi praticada, onde um agredia e os outros dois rezavam. E segundo eles, ficavam cantando músicas e fazendo certa reverência ao ato.”

“Infelizmente uma conduta extremamente perniciosa. Foi apurado o inquérito, ainda está no prazo, vou continuar as investigações, no entanto os três que participaram foram autuados por tortura e foram encaminhados para o presídio.”
 
Darlan, Soraia e Baltasar 
“É uma senhora que tem por volta de 60 anos de idade, participaram das agressões, um filho da vítima, uma filha e o marido da filha. Uma situação delicada, mas a polícia civil vai dar seguimento nas investigações, para que essa conduta não fique  impune e que os autores, sejam exemplarmente punido na medida que o direito termina”, finalizou o delegado.

Entenda mais

Irmãos amarram e agridem a própria mãe em Bernardo do Mearim

Delegado Diego Maciel afirma que idosa foi agredida com chineladas durante ritual religioso em Bernardo do Mearim

Com informações de Ribinha da FM Cidade/Programa Tribuna 101 
Acesse: http://cidade101.com

9 comentários:

  1. Por que que esse Delegado num aproveita e prende o Dudu moita que fez foi tirar a vida de um trabalhador. Ah mesmo! Agora q lembrei, essas pessoas aí são pobre por isso estão presas né. Se fosse ricas se apresentavam com advogados eram ouvidas e liberadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais a igreja e rica e pode pagar um advogado

      Excluir
    2. Basta você informar para qualquer autoridade policial (civil ou militar) a localização do Dudu Moita, que a polícia vai atrás dele para prendê-lo.

      Já foi expedido o mandado de prisão preventiva contra o vagabundo do Dudu Moita.

      Agora a polícia conta com a ajuda da população para prendê-lo.

      Excluir
  2. Eu peço encarecidamente que haja uma investigação sobre os principais membros que estão à frente dessa igreja, pois os mesmo são conhecedores dos rituais e do caso que aconteceu. A moça e o seu marido eram pessoas de bem é muito trabalhadoras ninguém antes ouviu falar de algo ruim praticado por eles, o marido vendia leite e era incapaz de matar uma mosca, ela ajudava muito a mãe e as irmãs dela. O rapaz por sua vez praticou um erro no passado como todos sabem, mais ele virou um pai de família e trabalhava e respeitava as pessoas. Enfim foi um episódio que abalou a cidade, porque falsos profetas se infiltraram na nossa cidade se aproveitando da fragilidade das pessoas pra destruírem suas famílias. Que sirva de lição pra não darmos confiança pra esse tipo de gente, acordem meu povo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço você, mas conheço os líderes dessa igreja, e afirmo a você que não são falsos profetas e não pregam violência, mas a palavra de Deus. Quem é você para julgar as pessoas ? Porque você não se identifica e assim eles podem provar para você tanto com provas como com ações judiciais cabíveis na forma da lei contra pessoas como você, tendencioso, e covarde com esse comentário maldoso. Eu teria vergonha dessa sua atitude maliciosa, nem uma igreja incentiva os seus membros e congregados a fazerem ou praticarem atos de violência contra quem quer que seja.

      Excluir
  3. Isso está acontecendo em todos os municípios ,e o anti Cristo que está de volta ,ouvi falar desse episódio e fiquei pasmo ,essa pastora merece ser presa ...

    ResponderExcluir
  4. A polícia tem que investigar esses líderes dessa igreja.

    ResponderExcluir
  5. Cada comentário sem noção, o que o pastor ou pastora te de culpa nisso ? Eles não ensinam isso para ninguém, essas pessoas cairam no fanatismo. Porque os outros membros não fazem mesmo já que segundo alguns aqui querem dizer que o pastor ou pastora tem alguma culpa no cartório ? Ignorância tem limite não é meu amigo ? A menos é claro, que de fato você seja mesmo idiota. Mas os pastores estão aí mesmo a disposição da justiça, e não a disposição de pessoas com as suas opiniões pra lá de atrasados, ignorantes,alienados. Estude e seja mais inteligente, para que comentários como esse não seja visto ou lido. Não sou da igreja deles, mas eu conheço os pastores desse ministério e são bem conhecidos aqui na cidade de Pedreiras, são pessoas de bens, pessoas bem vistas pela sociedade que os cercam.

    ResponderExcluir
  6. Isso está acontecendo em todos os municípios ,e o anti Cristo que está de volta ,ouvi falar desse episódio e fiquei pasmo ,essa pastora merece ser presa ...

    ResponderExcluir