quarta-feira, 11 de abril de 2018

Deputado estadual Fábio Macêdo visita áreas atingidas pela cheia do Rio Mearim em Pedreiras

Fábio Macêdo 

O deputado estadual Fábio Macêdo (PDT) visitou, nesta manhã de quarta-feira (11), locais da cidade de Pedreiras atingidos pela cheia do Rio Mearim. O parlamentar, acompanhado do prefeito Antônio França, esteve nas ruas ribeirinhas dos Bairros Pau Gelado e Matadouro, conversando com moradores e famílias desabrigadas que ocupam uma escola naquela área. Fábio Macêdo tem atuação na cidade e se comprometeu ajudar os desabrigados.

“Como deputado estadual e primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa, estamos em contato permanente com o prefeito Antônio França e com o Governo do Estado para providenciar todo suporte necessário para ajudar essas famílias desabrigadas. Hoje, estou aqui pessoalmente, para ouvir as reivindicações dos moradores e, com base nessas informações, vamos trabalhar estratégias para que o socorro chegue rapidamente. De forma emergencial, com apoio do Estado, do Município e da Assembleia Legislativa, vamos ofertar cestas de alimentos, agasalhos, transportes para a mudança e locais dignos para que essas famílias permaneçam alojadas durante todo o período da cheia do Rio Mearim”, disse o parlamentar.

Cheia do Rio Mearim atinge ruas e casas em Pedreiras e Trizidela do Vale  
Por volta do meio dia, Fábio Macêdo pegou a estrada em direção a BR-135, no município de Presidente Dutra. O parlamentar foi vistoriar o trecho da estrada que desabou por conta das fortes chuvas que caíram na madrugada de ontem.
Prefeito Antônio França e deputado Fábio Macêdo visitam famílias desabrigadas 

“Pedimos ajuda ao governo federal para que conserte esse trecho”, disse.

Após a visita, o parlamentar volta para continuar a visita as famílias ribeirinhas.

“Ás 15h retornamos a Pedreiras, também vamos visitas as famílias de áreas alagadas em Trizidela do Vale, os locais onde estão os desabrigados. Vamos levar palavras de apoio, de fé, conforto e também ações para beneficiar todos essas pessoas”, disse.


Nenhum comentário:

Postar um comentário