terça-feira, 29 de maio de 2018

Polícia civil prende dois homens que estavam vendendo gasolina em garrafas de plásticos



A garrafa de dois litros era vendida por 20 reais cada. Os dois homens foram encaminhados para o presídio de Pedreiras

A Polícia Civil da 14ª Delegacia Regional de Pedreiras (MA), prendeu em flagrante delito dois indivíduos que vendiam clandestinamente gasolina acondicionadas em garrafas de plástico, pela quantia de R$ 20,00 (vinte reais) cada garrafa, por volta das 14 horas, próximo ao ginásio do Bairro Goiabal, nesta urbe.

Mediante denúncias anônimas a Polícia Civil foi informada de que dois indivíduos estariam vendendo gasolina, em garrafas de plástico, em uma rua nas imediações do Bairro Goiabal.

Os policiais civis se deslocaram até os possíveis locais e flagraram os indivíduos vendendo o produto.

Cristiano da Costa Souza e João da Cruz Teixeira Filho foram  presos em flagrante delito e autuados pelas infrações previstas nos arts. 2º, inciso VI, da Lei nº 1.521/51 e 56 da Lei nº 9.695/98.

Os conduzidos confessaram que já haviam vendido cerca de 200 (duzentos) litros de gasolina.

Ambos foram encaminhados para o Presídio de Pedreiras,  onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil de Pedreiras agradece a população pelas informações repassadas que resultaram nas prisões.

Mais informações

LEI Nº 1.521, DE 26 DE DEZEMBRO DE 1951.

Art. 2º. São crimes desta natureza: VI - transgredir tabelas oficiais de gêneros e mercadorias, ou de serviços essenciais, bem como expor à venda ou oferecer ao público ou vender tais gêneros, mercadorias ou serviços, por preço superior ao tabelado, assim como não manter afixadas, em lugar visível e de fácil leitura, as tabelas de preços aprovadas pelos órgãos competentes;  Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa, de dois mil a cinqüenta mil cruzeiros.

LEI Nº 9.605, DE 12 DE FEVEREIRO DE 1998.

Art. 56. Produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos: Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa.


R.F. 

17 comentários:

  1. Prender bandidos eles não vão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também se configura crime, se aproveitar da burrice e falta de dignidade do povo.

      Excluir
    2. E por esse tipo de pensamento de certas pessoas que o Brasil tá do jeito que tá.

      Excluir
  2. Parabéns mais uma vez para a PC!!

    ResponderExcluir
  3. Esses ai sao o que? Bandidos oportuista!

    ResponderExcluir
  4. Praq mais bandido que isto vendendo gasolina a 10 reais .tá bom de prender estes posto que tá vendendo gasolina a 5 reais cadê o procon de pedreiras

    ResponderExcluir
  5. Acho isso uma besteira... ninguém estava sendo obrigado a compra...a polícia sabe muito bem onde é as bocas de fumo e nem por isso vai la

    ResponderExcluir
  6. Pois vai comprar gasolina de 10 reais

    ResponderExcluir
  7. E o Dudu Moita gente ? Vamos informar à polícia a localização desse vagabundo. Já foi expedido o mandado de prisão preventiva contra ele. Vamos lá meu povo, denúnciem! Um inocente morreu em vão se ele não for pego logo.
    Algumas testemunhas disseram que viram ele brigando em Lago da Pedra alguns meses atrás, mas ninguém denunciou pra polícia e ele acabou fugindo de vez.

    O nome do vagabundo é: Anaderson dos Reis Moita, popularmente conhecido como Dudu Moita.

    ResponderExcluir
  8. Engraçado, nos postos vendem por 10 reias o litro e a policia nao vai lá

    ResponderExcluir
  9. Era pra prender era quem estava comprando, os coitados dos caminhoneiros passando fome, cede , sem tomar banho lutando por dias melhores e grabde partes desses alienados em filas brigando e pagando combustível de 10.00 cambada de lixo humano.
    Perdemos a oportunidade de mudar o Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo perderam a oportunidade....
      O brasileiros merecem os políticos que elegem...

      Excluir
    2. Muito bem colocado
      É por isso que nunca vamos sair da merda. A maioria só que Venha a nos o Vosso reino nada.
      O q custa uns dias parados p garantir dias melhores...

      Excluir
  10. A questão não é o valor do produto, e sim a forma da venda. Assim como o próprio blogueiro deixou bem explícito que o ato praticado é crime com pena de reclusão. Um pouco mais de leitura e conhecimento faz com que passamos a falar menos merdas...

    ResponderExcluir
  11. Se todos tivéssemos aderido à grave mais tds mesmo não teria nem parado por tds esses dias. 3 dias uma paralização geral teria resolvido.

    ResponderExcluir