terça-feira, 3 de julho de 2018

Poçãopedrense é condenado pelo assassinato de dentista em São Paulo

Anaílson, natural de Poção de Pedras, continua foragido 

A vítima foi espancada até a morte após cobrar satisfações por ter a casa pichada. O pai dele também foi agredido

Após mais de 10 horas de julgamento, o júri popular condenou a mais de 30 anos de prisão dois pichadores que participaram do assassinato de um dentista em São Paulo. O crime ocorreu em agosto de 2016, quando a vítima foi cobrar satisfações por ter a casa pichada.


Wellington da Silva, de 39 anos, foi espancado até a morte. O pai dele, que tentou ajudar, também foi agredido e perdeu um braço por conta da violência.

No julgamento, realizado no dia 28 de junho de corrente, o casal Marivone Pereira da Silva e Anaílson Costa da Silva, que está foragido, foram condenados a mais de 30 anos de prisão cada.

Segundo a ficha de procurado, expedida pela secretaria de segurança do Estado de São Paulo, Anaílson tem 30 anos de idade e é natural do município de Poção de Pedras (MA).

Assista no vídeo a reportagem sobre o caso do assassinato.


7 comentários:

  1. Mísseravel covardes,temos que ficar atento else podem estar se escondendo para essa região, qualquer coisa vamos denúncia-los!!!

    ResponderExcluir
  2. Ele nao perde uma festa aqui. Tava na do Romim e mata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois ligue para policia qdo voce ver ele! faça sua parte.

      Excluir
  3. Vamos denunciar esse bandido,Bolsonaro 2018..nessa laion de bandidos.

    ResponderExcluir
  4. Eles mataram o dentista em legítima defesa. Essa é a moda aqui na região.

    ResponderExcluir
  5. Vagabundo nao tem q se defender nao

    ResponderExcluir