quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Integrante do bando que explodiu agência bancaria de São Luís Gonzaga trabalhou como mototaxista em Pedreiras


 
Valdivino
Operação deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão, através da SEIC/DCRIF contando com o apoio das Delegacias Regionais de Presidente Dutra, Bacabal e Barra do Corda, e GRECO/PCPI e DIAE, prendeu parte do grupo criminoso responsável pela tentativa de roubo ao Banco do Brasil de São Luiz Gonzaga, ocorrida em 06/09/2018.

Após coleta de informações preliminares, o Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras - DCRIF, conseguiu identificar parte dos autores do crime, tendo representado e obtido decisão judicial favorável à prisão temporária destes.

Assim sendo, foram presos os suspeitos Valdivino Vieira e Aline Moreira Lima. 

Valdivino já tinha passagem pela polícia. Em janeiro de 2015, ele foi preso, junto com um bando, por policiais militares do 19º BPM, após assaltar um comerciante em Trizidela do Vale. Naquela operação, ele e mais cinco comparsas foram conduzidos à sede da 14ª delegacia regional de Pedreiras. REVEJA: INFORME DO 19ª: BPM PRENDE QUADRILHA DE ASSALTANTES
 
Valdivino, preso pela PM de Pedreiras em janeiro de 2015
Ainda segundo informações, Valdivino, em liberdade, atuou recentemente, como mototaxista pirata na cidade de Pedreiras.

“Já fiz corrida com ele há cerca de dois meses. Peguei na Praça do Jardim e ele tinha um colete sem nome, só com o nome moto táxi, e me levou num local no bairro do Engenho. Acredito que ele estava se passando por moto táxi para ficar observando a rotina da cidade de Pedreiras. Provavelmente, Valdivino e seu bando pretendiam cometer um grande assalto nesta cidade”, informou um leitor do blog.

Mais informações sobre sobre a prisão dos suspeitos de explosão na agência bancária e ataque a Destacamento da PM de São Luís Gonzaga


Dando continuidade às investigações, identificaram-se os demais integrantes da quadrilha, os quais também  foram presos e autuados em flagrante por Associação Criminosa Armada Valdivino Vieira, Marbyo Alves da costa, Jacinto de Souza Silva, Bruno Milhomens, Joaquim Henrique Silva Neto  (Neto), Itamar de Souza Salles (Pernambuco) e Aline Moreira Lima.

Também foi dado cumprimento a mandado de prisão que constava em desfavor de Itamar de Souza Salles.
Continua...

Informa-se que quase todos os presos possuíam passagem pela polícia por delitos como roubo, furto, porte de arma e receptação.

Foram apreendidos 01 (um) FIAT/STRADA, 01 (um) TOYOTA/COROLLA, 01 (um) JEEP/RENEGADE, veículos estes usados no ataque ao banco, e 01 (um) FIAT/PALIO, usado na fuga dos criminosos.


Em um dos locais apontados como refúgio dos criminosos foi apreendida 01 (uma) espingarda calibre 20, munições calibre 20 e 38. E no interior de um dos automóveis, foram encontradas munições calibre 380.

As equipes policiais continuam fazendo diligências com o objetivo de prender os demais envolvidos no crime em questão e apreender o armamento.

Mais informações 
Reportagem da TV Rio Flores 



5 comentários:

  1. Essa justiça é a culpada de toda essa violência. O cara tava preso por assalto e foi solto sem cumprir a pena, por que? Será que pagou propina pra os juízes?

    ResponderExcluir
  2. Se tiver dinheiro, dentro de poucos dias estará solto novamente para realizar novos assaltos. É a lei brasileira

    ResponderExcluir
  3. Eles botaram a polícia pra correr. Kkkkk

    ResponderExcluir