terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Deusimar Serra, através da justiça, impede manifestações dos servidores durante festa de aniversario de Paulo Ramos

Prefeito Deusimar Serra impede manifestação na justiça 
No dia 20, o município de Paulo Ramos comemorou o 49º aniversário de emancipação política. A Prefeitura, administrada pelo prefeito Deusimar Serra (PCdoB), preparou algumas atividades para marcar a data. Entre elas, um show na noite de domingo (20).

Os servidores municipais, infelizmente, não tiveram muito que comemorar nesta data. Eles ainda não receberam o 13º salário referente a 2018. Em decorrência, fora cogitado nos grupos das redes sociais de Paulo Ramos, uma manifestação pacífica destes servidores que se sentem prejudicados, no momento do discurso do prefeito Deusimar, durante a festa de aniversário.

O prefeito Deusimar Serra foi informado da manifestação e agiu rápido para impedi-la. Ainda no sábado (19), a assessoria jurídica do município entrou com um pedido de antecipado de tutela, alegando na petição que a manifestação teria caráter violento, com arremesso de panelas, ovos e tomates contra o prefeito e contra os demais agentes públicos do município que estariam no evento.

Lembrando que o prefeito Deusimar Serra é o gestor da região do Médio Mearim que mais sofre com manifestações de servidores, desde que ele assumiu o governo, e em nenhuma delas fora registrado atos de violência. Todas as manifestações de servidores reivindicando algum direito negado pelo município de Paulo Ramos foram essencialmente pacíficas.

Ainda assim, a Justiça, durante o plantão do final de semana,  acatou o pedido de urgência dos advogados do prefeito e proibiu manifestações durante o evento de aniversário do município de Paulo Ramos. O prefeito então, estava seguro para realizar o seu discurso e que sua fala não seria abafada com panelaço de centenas de servidores municipais insatisfeitos. Ocorre que ele não quis discursar, temendo o óbvio. Ele passou sua fala para uma cunhada que o representou em discurso. No entanto, segundo informações obtidas pelo blog, logo que a cunhada do prefeito deu “boa noite” soou uma estridente vaia. Rapidinho, a senhora deu por encerrado o seu breve discurso, enaltecendo as maravilhas da gestão municipal.

“Isso demonstra o tamanho do caos administrativo e a impopularidade do prefeito que precisou acionar a justiça para poder discursar”, comentou um morador de Paulo Ramos.

Mais quem disse que Deusimar não falou algo no dia 20?

Em um evento de cavalgada no período da tarde, o prefeito em discurso disse que a responsabilidade do 13º não é de prefeitura, mas do governo federal e classificou os servidores que lutam para receber esse direito em Paulo Ramos de “Desesperados”.

6 comentários:

  1. Esse prefeito é caloteiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que essa palavra só poderia ser utilizada quando o cidadão tiver certeza do que esta falando. Pois o recurso realmente não foi creditado para as prefeituras.

      Excluir
  2. Adailson Machado e Afrânio do Léo ficam o tempo todo mandando fazer postagens pra denegrir a imagem do prefeito Deusimar Serra. Olha se a juíza interviu a favor do município é porque ela deve saber que o recurso não caiu na conta da prefeitura.

    ResponderExcluir
  3. Está no site da CNM que todas as prefeituras vão receber dia 31 de Janeiro a Complementação da União que os prefeitos utilizam pra pagar o décimo terceiro dos servidores.

    ResponderExcluir
  4. Só sei o seguinte :que foi a maior Cavalgada e o melhor aniversário de todos os tempos.

    ResponderExcluir
  5. Eu estava lá desde o início o prefeito discursou e não teve vaia nenhuma.

    ResponderExcluir