sábado, 19 de janeiro de 2019

Programa Mais Médicos não preencheu vagas em 104 municípios do Maranhão


Das 469 vagas ofertadas para o Maranhão, pelo menos 200 ainda precisam ser preenchidas. Postos que estiveram em aberto serão disponibilizados na próxima etapa. 

Pelo balanço divulgado na terça-feira (15) pelo Ministério da Saúde, 104 municípios maranhenses não preencheram as vagas disponibilizadas para o Programa Mais Médicos. 82% das vagas do último edital do Programa foram preenchidas em todo o Brasil, mas, no Maranhão, em cidades como Santa Inês, por exemplo, 10 vagas ainda estão ociosas. Para o Distrito Sanitário Especial Indígena Maranhão são necessários 17 profissionais. 

Em Santa Inês, na época em que os 11 médicos cubanos que atuavam nas Unidades Básicas de Saúde de Santa Inês se despedirem do município, em 27 de novembro de 2018, a secretária de Saúde, Micherlândia dos Santos, informou que a Secretaria de Saúde estava reorganizando a agente das unidades de atendimento para absorver a demanda de consultas dos médicos cubanos. Até o momento, pelos dados do Programa, restam 10 vagas a serem preenchidas no local. 

No Maranhão foram ofertadas 469 vagas. No edital de primeira chamada foram ofertadas 209 e na segunda chamada 53 vagas foram preenchidas, por exemplo, em cidades como Peritoró, Governador Archer, Balsas, Chapadinha, Cantanhede, Arame, Barreirinhas, dentre outras. Mas em muitos municípios ainda tem vaga. 

Com a publicação do resultado dos selecionados na segunda chamada, mais de 7 mil médicos com registro no Brasil se apresentaram aos municípios. Ao todo, 8.517 oportunidades foram disponibilizadas após o encerramento da cooperação com Organização Pan-Americana (Opas). 

Dos 1.707 profissionais que se inscreveram na última chamada, 1.089 compareceram aos locais escolhidos e tiveram a participação validada pelos gestores municipais até o dia 14 de janeira. Os médicos ocuparam as vagas de mais da metade das cidades com oportunidades abertas (689) e de 11 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Ao todo, a etapa contou com 2.549 vagas em 1.197 municípios e 34 distritos indígenas. 

Segundo o Ministério da Saúde, os postos que estiveram em aberto serão disponibilizados na próxima etapa, entre os dias 23 e 24 de janeiro, para os profissionais brasileiros formados no exterior. Se não forem preenchidas, as vagas serão reabertas, nos dias 30 e 31 de janeiro, para os médicos estrangeiros participarem do programa Mais Médicos. 

As inscrições para o atual edital do Mais Médicos começaram com os profissionais com registro no Brasil escolhendo as cidades disponíveis. Em seguida, o Ministério da Saúde abriu prazo para que os brasileiros formados no exterior e estrangeiros, também participassem da iniciativa. Ao todo, 10.205 profissionais completaram a inscrição. O prazo para o envio da documentação dos profissionais encerrou em dezembro de 2018. 

Imparcial

Nenhum comentário:

Postar um comentário