domingo, 10 de fevereiro de 2019

Ônibus-boate se transforma na diversão mais procurada em Pedreiras


A empresa responsável deve mandar um ônibus maior, com três compartimentos, para atender a clientela


Com dois compartimentos, o veículo, uma espécie de boate ambulante, de São Paulo, promove o divertimento de pessoas, a maioria jovens. Para ter acesso, paga o valor de R$ 5,00 (cinco reais) e garante um passeio pelas mais movimentadas vias de Pedreiras e Trizidela do Vale.

No interior do veículo, música em diversos estilos (funk, eletrônica...), e iluminação ao estilo de uma danceteria. O ônibus-boate, como ficou conhecido em Pedreiras, chama atenção por onde passa. Ainda, segundo informações, não são vendida bebidas alcoólicas no interior do ônibus, porém, os clientes podem entrar livremente com as mesmas.  “A pessoa leva sua cervejinha em lata, long neck, as mulheres uns aces e todos se divertem a vontade”, relatou uma fonte.

O blog foi informado que a empresa responsável pelo veículo, com placa de São Paulo, está bastante satisfeita com a grande procura em Pedreiras e decidiu enviar mais um ônibus-boate para rodar na cidade. Esse seria o maior da empresa, com três compartimentos.

De fato, a procura é tamanha para entrar na boate móvel que ele costuma ficar lotado, impedindo a entrada de mais clientes. “Uma senhora monitora a entrada de clientes e avisa aos mesmos quando o passeio para determinado grupo já encerrou e solicita a descida deles. Ela sabe exatamente a onde a pessoa subiu e quando é para descer”, explicou uma fonte ao blog.

Apreensão

Na noite do dia 1º do corrente, durante uma abordagem policial, em uma Blitz, o ônibus foi apreendido. Policiais Militares encontraram diversas irregularidades, dentre as quais, o condutor não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Foi comprovado pela Guarnição, que muitos adolescentes estavam dentro do veículo e foram encontrados alguns frascos com substância semelhante a loló, que é proibido. Outra irregularidade encontrada pelos policiais militares foi o CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos, que correspondia ao ano de 2017. Perguntado ao condutor do ônibus, que não teve o nome revelado, sobre as irregularidades, disse que era acostumado a transitar por todo o Maranhão, que essa teria sido a primeira vez que sofreu uma fiscalização. No dia seguinte, o ônibus-boate foi liberado para transitar na noite pedreirense e tem sido um grande sucesso. (Com informações de Sandro Wagner). 





Mais 


10 comentários:

  1. Quero registrar inúmeros casos de assalto a motociclistas na região do Porto da Madeira logo após o povoado Transwal, (Trisidela do Vale) ja tive um primo que teve sua moto roubada e inúmeras vítimas. E agora o caso mais recente foi um jovem morador do povoado Cocalinho que teve sua moto tomada de assalto, e ainda foi atingido por tiros disparados pelos bandidos.
    Por aquela estrada circula inúmeras pessoas vindo dos povoados sentido as cidades de Pedreiras e Trisidela do Vale.
    Bandidos ficam dentro do matagal esperando pelas vítimas.
    Alô Policia Militar, Major Ricardo, Polícia Cívil, Secretários de Segurança,é hora de colocar o serviço de inteligência da Polícia pra agir.
    Srs. Prefeitos vamos tomar providência o povo já não suporta terem seus bens levados dessa forma por bandidos.

    ResponderExcluir
  2. Vc ai do comentario acima,se vc quer registrar alguma coisa vá no cartório,em blog não dá pra registrar nada não

    ResponderExcluir
  3. Kkk esta porra é muito é boa... so falta as meninas entrar de saia e sem calcinha...

    ResponderExcluir
  4. Meu nobre o registro é da informação, mas você que és leigo não entende muito menos compreende, então nãose pronuncie aquilo que não sabes o que dizes.

    ResponderExcluir
  5. Meu nobre o registro é da informação, mas você que és leigo não entende muito menos compreende, então nãose pronuncie aquilo que não sabes o que dizes.

    ResponderExcluir
  6. Se fosse pra trabalhar...

    ResponderExcluir
  7. Esse ônibus não vai mais embora daqui . Em lugar algum devem ter dado tanta moral pra uma besteira dessa como aqui

    ResponderExcluir
  8. Morei 15 anos em São Paulo e conheço como é um verdadeiro ônibus-balada, muito confortavel e adaptado, muito diferente deste que está circulando por aqui, que na verdade nada mais é do que um ônibus safonado de linha de lotação ou seja transporte de passageiro, mas precisamente na linha vermelha Zona Sul. Administrados pela Sptrans. Agora lógico que Pedreiras e Trisidela do Vale acredita que seja uma novidade kkkkkkkk BUSÃO.

    ResponderExcluir