quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Prefeito de Paulo Ramos decreta "Pacote de Maldades" às véspera do carnaval 2019


Deusimar Serra decretou cobrança de taxa de blocos carnavalescos e restrições

Na terça feira (26), o prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra (PCdoB), convocou os representantes de blocos carnavalesco  para anunciar o que está sendo apelidado pelos foliões Paulo-ramenses de “Pacote de Maldade.” Os blocos que sairão pelas ruas no carnaval com trio elétrico e carros de som terão que pagar taxa. O valor cobrado é de 40% do salário mínimo (carca de R$ 381,00).

Além da taxa, o prefeito exige que  os foliões se concentrem somente  no local (Praça), onde será realizado o carnaval da Prefeitura, impedido o direito democrático de ir e vir do cidadão.


Nos grupos, a população comenta que a decisão do prefeito foi tomada em decorrência do Bloco Meu e Seu, ser  a maior atração do carnaval de Paulo Ramos. Na prática, Deusimar Serra quer barrar o arrastão do bloco “Meu e Seu”. Como o ato seria uma clara manifestação de perseguição política, o gestor resolveu sacrificar todos os blocos carnavalesco na cidade.

Em 2018 foi o primeiro ano do bloco Meu % Seu no carnaval de Paulo Ramos. Ele se apresentou fazendo um grande arrastão da alegria na terça-feira de Carnaval. Para o carnaval de 2019, o presidente do bloco, Adailson Machado, anunciou que o Meu e Seu contará vem trio elétrico e banda animar os foliões,  na terça feira 05/02. O prefeito Deusimar Serra se antecipou e, tomou  a medida para que nenhum bloco se apresente em vias públicas, a não ser  no local determinado pela prefeitura.

A medida é considerada autoritária para barrar  a manifestação popular dos foliões, em especial do bloco Meu e Seu.

“A população de Paulo Ramos está  perplexa,  até partidários e aliados do gestor,  ficaram inconformado com tamanha arbitrariedade, impedir a manifestação popular em via pública e principalmente o carnaval, é sem dúvida mais uma erro grave da atual gestão, Deusimar Serra,  de fato está contra aqueles que gostam e querem brincar o carnaval pelas ruas e avenidas da cidade”, comentou o repórter Antônio Filho.

Sobre a cobrança das taxas, representantes do bloco Meu e Seu peregrinam em busca da emissão do DAM (Documento de Arrecadação Municipal).

E foram informados que só receberiam na sexta-feira, ou seja, de acordo com que foi dito na prefeitura de Paulo Ramos, para a pessoa que esteve pessoalmente no local, fica claro que a intenção do governo é boicotar a realização do arrastão do Bloco Meu e Seu, que no ano passado ganhou a confiança dos milhares de foliões.

Bloco Seu e Meu de Paulo Ramos - carnaval 2019
Após irem à prefeitura, secretaria municipal de Cultura, o assunto foi levado ao conhecimento da Polícia Civil e Militar e foi denunciado na Rádio Mirante AM de São Luís nesta quinta-feira, dia 28. O apresentador classificou como absurda o ato do prefeito, que em vez de apoiar os blocos e as manifestações carnavalescas, busca prejudicar os brincantes.

“Fica aqui meu repúdio ao atual prefeito Deusimar Serra, foi assim que centenas de paulo-ramenses, internautas  se manifestaram nas deres sociais  sobre o assunto”, finalizou Antônio Filho.

Com informações do blog de Antônio Filho

Mais fotos do Bloco Seu e Meu de Paulo Ramos no carnaval de 2018, em continua..




Bloco “Meu e Seu” foi o grande destaque do Carnaval de Paulo Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário