quinta-feira, 7 de março de 2019

Relatórios apontam que esfaqueador de Bolsonaro tem problemas mentais

Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi o autor da facada contra o abdômen de Bolsonaro e foi preso no ato 
Seis meses após a facada no então candidato Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG), o Ministério Público Federal de Minas Gerais divulgou laudos mostrando que o agressor Adélio Bispo de Oliveira tem problemas mentais. Os relatórios foram feitos pelo próprio Estado e também pela defesa do homem que hoje está preso. As informações são do SBT e do UOL.

A reportagem do SBT afirma que a Justiça decidirá se condena ou não Adélio após realizar mais uma avaliação psicológica. Se os problemas mentais forem comprovados, ele pode ser levado a um tratamento psiquiátrico. Adélio também é alvo de outras duas investigações, uma do Ministério Público e outra da Polícia Federal. Na primeira, a conclusão foi de que ele agiu sozinho e a segunda investiga se o crime cometido por ele teve ligação com uma facção criminosa ou com algum partido político. No passado, Adélio chegou a ser filiado ao PSOL.

Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que teve acesso a áudios que mostravam interesse do PCC em relação ao atentado e que eles foram obtidos por setores de inteligência do governo. Ele também afirmou que não possuía mais detalhes e que espera que novas informações sejam descobertas em breve.

Fonte: O Portal Notícias

Um comentário:

  1. Isso é óbvio. Todo esquerdista tem problemas mentais, oq nao justifica fazer merda por ai

    ResponderExcluir