domingo, 7 de abril de 2019

Prefeitos do Maranhão querem que mandatos se estendam até 2022

A PEC pretende cortar gastos e estende-se a todos os gestores municipais, inclusive vereadores. Em 2016, as eleições custaram somente à Justiça Eleitoral mais de R$ 750 mil.


Os prefeitos do Maranhão defendem que o mandato dos gestores municipais se estenda até 2022. Daí para frente, o calendários para todos os cargos eletivos seria unificado, gerando economia de cifras milionárias para o país. A proposta contida em Projeto de Emenda Parlamentar 71/12 está na pauta da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e será encaminhada ao Conselho Político da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) pelo presidente Erlânio Xavier, durante a realização da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

"Neste momento de extrema dificuldade para os municípios, gestores e população de maneira geral, enxergamos completamente desnecessários os gastos com a realização  de eleições que se alternam de dois em dois anos no país", enfatiza o presidente da Famem. Em 2016, quando foram eleitos os atuais gestores municipais, as eleições custaram somente à Justiça Eleitoral mais de R$ 750 milhões.

Pela proposta da PEC 71/12, apresentada pelo ex-senador e presidente do MDB  Romero Jucá (RR), prefeitos e vereadores eleitos em 2016 teriam estendidos seus mandatos por mais dois anos. A partir de 2022, os pleitos se unificariam e passariam a ser realizados a cada quatro anos. Há ainda um detalhe importante: o instituto da reeleição seria definitivamente  suspenso.

Esse e outros temas serão debatidos com a bancada federal do Maranhão durante a reunião dos prefeitos com deputados e senadores prevista na Programação da Famen na Marcha.

Nos encontros com os prefeitos maranhenses, o presidente da Famen, Erlanio Xavier, tem defendido o apoio à PEC. Não percebeu nenhuma resistência à proposta entre os prefeitos maranhenses.

Recorde de prefeitos maranhenses na marcha 


Mias de 3 mil prefeitos e 2 mil vereadores do país devem passar por Brasília durante a marcha, que se estende até o dia 11. Na pauta que a Confederação das entidades representativas vai encaminhar ao chefe do Executivo nacional, os prefeitos cobram a regulamentação do pacto federativo do presidente Jair Bolsonaro. Querem pôr em prática o lema "Mais Brasil, Menos Brasília repetido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Bolsonaro é esperado na abertura da Marcha"

Em relação ao ano passado, houve um salto substancial na participação dos prefeitos maranhenses na Marcha, passando de 30% para 80% o número de gestores inscritos pela Famem. Este ano a entidade está custeando integralmente a participação dos prefeitos, fornecendo transporte e estadia. "Isso foi possível com os ajustes feitos pelo nosso Tesoureiro, o prefeito Júnior Cascaria, para que a entidade funcionasse em prol dos prefeitos", assinala o presidente.

O estado participa proporcionalmente com a segunda maior caravana entre as unidades da Federação , perdendo a liderança apenas para Minas Gerais, formado por mais de 800 municípios. Presidente das Câmaras e vereadores se juntam às caravanas dos prefeitos.

A pauta consignada pelos associados da Famem contém cinco itens prioritários para os gestores maranhenses. Entre os temas da pauta da Famem articulada pelos prefeitos associados, constam assuntos referentes ao ajustamento do financiamento dew programas federais, e reivindicações para as área da saúde e educação.

Fonte: O Imparcial

29 comentários:

  1. Essa PEC aí ñ mi parece q é pra economizar o dinheiro do país ñ. Mais sim pra enriquecer alguns prefeitos e prefeitas corruptos, q querem a todos custo ficar mais anos comendo o dinheiro público. Eita Maranhão rasgado 😂😂😂😂😂😂😂

    ResponderExcluir
  2. A EDUCAÇÃO DE POÇÃO DE PEDRAS NÃO RESISTE MAIS ATE 2022 COM ESSE CASCARIA NO GOVERNO.... NOSSA, TOMARA QUE NÃO DER CERTO. PREFEITO DAR NOSSO REAJUSTE.... FICA A DICA

    ResponderExcluir
  3. DO MÉDIO MEARIM SÓ TEM O POVO DE IGARAPÉ GRANDE QUE SÃO FAVORÁVEIS E PORQUE NÃO DIZER BENEFICIADOS. PORQUE LA TEM PREFEITO E UM BANDO DE SACANAS QUE HA NOS OUTROS MUNICÍPIOS.

    ResponderExcluir
  4. SÓ PRAGAS. ESSES PREFEITOS SÃO UM CÂNCER POR ESTADO. PRINCIPALMENTE O DE POÇÃO DE PEDRAS

    ResponderExcluir
  5. JESUS. DEUS É MAIS.... AFFF

    ResponderExcluir
  6. CASCARIA E O NOSSO REAJUSTE DA EDUCAÇÃO??? FECHOU COM UMA COMISSÃO EM DAR A METADE SE REFERINDO AOS REAJUSTES DE 2017, 2018 E 2019. QUANDO A PRESIDENTE DO SIMPROESSEMA VAI COM O DOCUMENTO PRA ASSINAR DEU BLEF. SÓ LEMBRAVA DO REAJUSTE DE 2%. ESSES DOIS POR CENTO SOCA LA ONDE QUISER.

    ResponderExcluir
  7. São Luís Gonzaga vai acabar. Lascou geral.

    ResponderExcluir
  8. Morreu São Luís Gonzaga kkkkk

    ResponderExcluir
  9. O Bernardo tá di fazer vergonha, se tiver mas dois anos ele sai do mapa

    ResponderExcluir
  10. A Famem já tá agindo????? Isso aí só beneficia os prefeitos corruptos pois vão roubar mais ainda....poção vai terminar de afundar com o corrupto cascaria...misericórdia Jesus

    ResponderExcluir
  11. Henrique Guimarães7 de abril de 2019 17:42

    Essa PEC será aprovada em nome do Sr Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  12. Deus nos livre desse mal,tinha que reduzir pra 1 ano

    ResponderExcluir
  13. Se essa lei pegar, Pedreiras se acaba.

    ResponderExcluir
  14. AFF NINGUEM MERECE. QUE ABSURDO. RECADO PRO CASCARIA: A EDUCAÇÃO DE POÇÃO DE PEDRAS NÃO AGUENTA MAIS PREFEITIM. TIRE A MÃO DO BOLSO DESSES PAI E MAE DE FAMILIA....

    ResponderExcluir
  15. CAI FORA cascaria.

    ResponderExcluir
  16. Concordo plenamente com isso, se olharmos para os últimos dois anos, foi só de apertos e sofrimento para os prefeitos de todo Brasil, e aumentando dois anos de mandato compensarar os dois anos perdidos que tiveram com o Temer na presidência da República. Deus abençoe que dê tudo certo.

    ResponderExcluir
  17. Cascaria. o único prefeito do Maranhão a botar um projeto na camara de veriadores para baixar o salário dos professores. e foi Aprovado pelos vereadores que faz parte do seu grupo.

    ResponderExcluir
  18. Então quer dizer que o Edijacir vai ser prefeito durante dez anos ao invés de oito?
    Glória à Deus nas alturas 👏👏👏😂

    ResponderExcluir
  19. Se essa PEC foi sobre algo à favor do povo, pode ter certeza que não seria aprovada, mais como é pra beneficiar os prefeitos, podem esperar o resultado, será aprovada com toda certeza, vamos só aguardar

    ResponderExcluir
  20. Hammmmm😮😲😲😨😨😨tá louco +++++ 2 anos de Laércio Arruda naummmmmmm ramos lascados😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  21. Imagine Esperantinópolis a única cidade que não tem um povoado asfaltado o povo do Povoado Palmeiral já não aguenta mais tanta poeira e lama e nem adianta vir com aquele papo furado que aqui os eleitores vendem o voto e nas outras cidades os eleitores são todos honestos é.

    ResponderExcluir
  22. Eles que decidem até 2022 num é a população não ??????

    ResponderExcluir
  23. Mais dois anos de mamata, esse cara querem mamar até morrer nammmmmm.

    ResponderExcluir
  24. Tive um irmão prefeito bem sei as delícias que o dinheiro público nos propiciou é algo indescritível na vida do ser humano, e entendo o porquê dessa turma querer aumentar os anos na mamata, lembro me que toda e qualquer despesa dai lhe na conta do município, tempos bons de mamata que não volta mais.

    ResponderExcluir
  25. ninguém merece Osmar mais dois anos estradas acabadas transporte escolar acabado escolas acabadas hospital imundo affss Deus tenha piedade de nós

    ResponderExcluir
  26. Esses que estao aí deve ser diminuído o mandato corja de corruptos

    ResponderExcluir
  27. Esses que estao aí deve ser diminuído o mandato corja de corruptos

    ResponderExcluir