terça-feira, 9 de agosto de 2016

Hildo Rocha diz que escolha do vice de Edvaldo Holanda confirma uso político do Sinproessema


O deputado Hildo Rocha voltou a ocupar a tribuna da Câmara federal para acusar Flávio Dino por uso do Sindicato dos Professores como braço político do governo. Segundo o deputado, a escolha de Júlio Pinheiro para compor chapa com o prefeito Edivaldo Holanda, para disputar a eleição de outubro deste ano, revela os motivos pelos quais a atual diretoria do Sinproessema nunca saiu em defesa da categoria.

Rocha destacou que desde o início do ano, quando os professores começaram a lutar pelo reajuste de 11.36% assegurados pela lei do piso salarial profissional nacional dos profissionais do magistério público da educação básica (Lei n 11.738, de 16 de julho de 2008), a diretoria da entidade nunca bateu de frente com o governador.

“Agora a população ficou sabendo por que Júlio Pinheiro, juntamente com a diretoria do Sinproessema sempre esteve contra os professores na luta pelo reajuste dos salários dos professores, nunca bateu de frente com o governador”, destacou Rocha.
Continua...
Recursos

O deputado afirmou que o governo tem recursos suficientes para pagar. Rocha lembrou que união repassou, no dia 18 de maio, R$ 58 milhões para o governo estadual pagar o reajuste. “Os recursos existem. O governo tem dinheiro em caixa suficiente para pagar. O governador Flávio Dino não paga porque não quer”, enfatizou o parlamentar.

Educação desprezada

Hildo Rocha disse que o governador está privilegiando apenas as ações políticas como objetivo de garantir a reeleição em 2018. “A principal prioridade do governador Flávio Dino, hoje, é eleger os seus aliados. Em vez de cuidar da educação ele está tratando é da eleição de prefeitos visando a reeleição dele em 2018. Ele não pode ter isso como prioridade”.

“Falta merenda escolar. Os professores estão desmotivados. Não tem água em várias escolas. A educação está abandonada pelo governador comunista. Flávio Dino está se dedicando apenas a fazer campanha política nos municípios onde ele quer eleger prefeitos que rezem na cartilha dele”, acusou.

Escolas sucateadas

Hildo Rocha destacou ainda que, quando visitou o município de Duque Bacelar, na semana passada, quando participou da convenção partidária do PMDB, o presidente do Grêmio Estudantil o convidou para verificar as condições da escola estadual professor Luis Viana. “A escola está para cair e o governador Flávio Dino fala em escola digna”, declarou.

Rocha citou o desabamento do teto de uma escola, ocorrido na semana passada, no município de Timon. “Só não houve mortes porque o desabamento aconteceu no horário que não tinha ninguém no local. É um absurdo o que o governador Flávio Dino está fazendo com a educação. Já não bastava ele usar a polícia civil pra perseguir aqueles que rezem na sua cartilha?”, desabafou.

Defesa persistente

Hildo Rocha lembrou ainda que, desde o mês de fevereiro, vem defendendo os professores, denunciando o sucateamento da educação estadual e cobrando providências quanto ao descumprimento da Lei Nº 11.738. O caso já foi denunciado pelo parlamentar ao Ministério Público.
Assessoria.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário