sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Hildo Rocha destaca agilidade no atendimento de pleito que beneficiará produtores de abacaxi de São Domingos do Maranhão



O deputado Hildo Rocha (PMDB/MA) usou a tribuna da Câmara Federal para agradecer ao governo Federal pela decisão de alterar o critério do zoneamento agrícola que há anos vinha sendo reivindicado pelos produtores de abacaxi de São Domingos do Maranhão. Rocha explicou o Ministério da Agricultura não levava em consideração que no Maranhão o período das chuvas é diferente de outras regiões. “Dessa forma, os agricultores que recorriam aos financiamentos do Pronaf recebiam os recursos já fora do período ideal para o plantio”, comentou.

O deputado lembrou que há anos os agricultores lutavam pela alteração dos critérios de zoneamento. “No ano passado estive diversas vezes no Ministério da Agricultura em busca de uma solução para o problema, mas não alcançamos êxito. Felizmente, durante audiência com o novo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, recebemos a garantia de que a reivindicação seria atendida. Já na semana seguinte o Diário Oficial da União publicou o Decreto que atende aos interesses dos produtores”, destacou o parlamentar.
Continua...

Governo diferente

Segundo Hildo Rocha a agilidade no atendimento do pleito evidencia diferenças entre o governo da ex-presidente Dilma e de Michel Temer. “O que não conseguimos em um ano conseguimos em uma semana”, destacou Rocha.

Vereadores atuantes

Rocha destacou ainda o empenho dos vereadores de São Domingos, na luta pela correção do zoneamento agrícola. “Enalteço o empenho dos vereadores de São Domingos que tanto lutaram por essa conquista”, declarou. O vereador Astolfo Seabra, que participou da audiência, representando os demais colegas da Câmara Municipal, teve a oportunidade de constatar a importância que o Ministério deu ao pleito. A confirmação está evidenciada por meio do decreto que autoriza a mudança há tanto tempo reivindicada”, avaliou o deputado.

Assessoria.
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário