domingo, 4 de junho de 2017
Mais um fato pitoresco aconteceu pelas bandas de Trizidela do Vale (MA). Neste final de semana, um casal procurou um dos motéis daquela cidade para love moments; até aí, nada de anormalidade. Os motéis estão movimentadíssimo a poucos dias do Dia dos Namorados.

Ocorre que depois de muito amor, do rala e rola, o romantismo foi por água abaixo na hora de pagar a conta; o casal se deu conta que estava sem dinheiro e também nenhum dois namorados tinha objetos de valor para deixar na portaria como garantia de pagamento.

Houve desentendimento, principio de altercação, bate-boca, entre o casal e os funcionários do estabelecimento. Os serviçais do amor, impassíveis, exigiam a quitação da pequena despesa.

Ai, meu irmão, foram em cima e foram embaixo, até que uma solução inusitada foi proposta e imediatamente aceita: a namorada ficaria “empenhada” no local, até que o namorado voltasse com o dinheiro suficiente para efetuar o pagamento da despesa.

E foi o que aconteceu: o Dom Juan del Liso saiu pelas ruas das duas cidades (Pedreiras e Trizidela do Vale), incomodando amigos, parentes e conhecidos, implorando o vil metal emprestado para resgatar a amada de uma alcova de motel.

E depois de juntar trocados aqui e acolá, o namorado finalmente conseguiu libertar sua princesa do cárcere privado e “viverão felizes para sempre...”

O amor, mesmo liso e quebrado, é muito lindo!!!
Ele não a abandonou: foi atrás de dinheiro para resgatá-la...
_____________________________

Mais notícias 

Um cara de Poção de Pedras deu uma moto roubada de presente à namorada de Bernardo do Mearim?



27 comentários:

  1. Horrivel esse história e mal contada
    Patético viveram felizes para sempre kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. esse pelo menos foi atras do dinheiro para recuperar a namorada, aqui em pedreiras é cheio de caso de caras que deixa a mulher nos moteis e capa o gato, tão nem ai depois que conseguir o que querem

    ResponderExcluir
  3. Rapaz Carlinhos em cara lá no Bairro Mutirao em Pedreiras-Ma. Foi para o motel em Pedreiras ele duas gatas e um amigo. Bebeu, comeu fez sexo e pra variar foi pra casa deixando o amigo empenhado. Coitado teve que pagar a conta sozinho. A primeira letra do nome do mala é "Y" e do amigo dele é "D" ambos moram na avenida Marley Boueres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história dos rapazes do mutirão Pedreiras-Ma eu conheço. O rapaz de Inicial "Y" deixou o amigo e as duas garotas empenhados dizendo que ia atrás do dinheiro e não voltou até hoje. Kkkk

      Excluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Viveram*

    Só besteira.

    ResponderExcluir
  6. RESPOSTA

    Agradeço, mas tá corrigindo errado; não percebeu que está entre aspas: "viverão...", porque a história deles não acabou, eles não morreram, seguem... Não é um conto de fada que todos morreram, mas viveram felizes para sempre... "A Besteria ai, como vc escreveu" já rendeu 8.500 visualizações de páginas em menos de 2 horas. SATISFEITO. Era esse meu objetivo: agradar os leitores com uma curiosa e divertida postagem no final de domingo e ganha visualizações. Para quem dúvida da história, estará nos boletins das rádios de Pedreiras amanhã cedo. Foram com esses repórteres que não dormem em serviço, que consegui a interessante informação. abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom meu amigo Carlinhos parabéns por essa postagem porque aqui as pessoas estão acostumadas a ouvir falar somente de políticos tem que falar também é dessas histórias do povo e de empresários também ok. alguém teria que contar essa história.gostei também dessa lá do multirao kkkk muito bom

      Excluir
    2. Não entendo essas pessoas dizendo que a reportagem é ridícula.hora quando se ver esses casos na televisão falando dos políticos e artistas aí é bonito é? Tem que falar é mas do que acontece aqui.so assim ficaremos sabendo.kkkkkfale fale fale +++++

      Excluir
  7. Reportagem ridícula.

    ResponderExcluir
  8. Kkkkkkk, fraco é a mulher q sai com um peste lascado dess

    ResponderExcluir
  9. Eu fosse ela quando eu saí daí eu ia postar a foto dele mostrar quem é o lisokkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Kkkkkkk isso é a culpa da crise kkkkkkkkk
    Porq num foram pra um moooiiiitel saia mais enconta do q passar um contrangimento desse

    ResponderExcluir
  11. Kkkkkkkkk e afim o namorado provou que ama a sua amada kkkkkkk...

    ResponderExcluir
  12. Pode ter sido os funcionários do motel, mas também pode ter sido os "amigos" do rapaz que emprestaram a grana.

    ResponderExcluir
  13. esses blogeiros nao tem materias . noticias . dai fica intentando notícias vamos colocar noticias verdadeiras esse negócio de conto de fadas nao existe. .

    ResponderExcluir
  14. Sem cabemento a pessoa tem que ir pro motel ciente de que tem como pagar...
    O erro e so dele.. Oh ele esperava que a namorada fosse pagar?
    Esse cara deve ser um lesado

    ResponderExcluir
  15. Mulher gosta de vagabundo

    ResponderExcluir
  16. Certa vez levei uma mulher, e tinha o dinheiro, sei que na hora de pagar, cadê o dinheiro, sumiu, e o dinheiro eu olhei no bolso, mais depois que terminei o serviço, o dinheiro sumiu, tive que ir arrumar dinheiro pra ir buscar a mulher depois.

    ResponderExcluir
  17. ARISTÓTELES TOMÁS DE AQUINO6 de junho de 2017 11:07

    Sinceramente, não sei qual é o objetivo jornalístico desse blogueiro, senão "agradar os leitores com uma curiosa e divertida postagem no final de domingo e ganha visualizações" (sic) - como ele expressara -, mas a partir de maledicências referentes à vida dos outros! Um mau costume típico da "imprensa marrom". Se tal fato acontecesse com um filho ou uma filha dele, acredito que o mesmo faria de tudo para a história não vir à tona.
    Ah, outra coisa, senhor blogueiro maledicente e antiético...! Decida-se! Vejamos a sua frase: "'viverão...', porque a história deles não acabou, eles não morreram, seguem... Não é um conto de fadas que todos morreram, mas viveram felizes para sempre...". Há três princípios lógicos que, segundo a Lógica Aristotélica, regem o pensamento humano, porém, farei referência ao segundo princípio, o qual foi ferido na sua frase logo acima: o da NÃO-CONTRADIÇÃO! Assim diz: "Duas afirmações contraditórias não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo, sob o mesmo aspecto, sob pena de serem mutuamente excludentes. Então, senhor blogueiro, ou "todos morreram" ou "viveram felizes para sempre". De acordo com a lei da lógica da NÃO-CONTRADIÇÃO, um ser não pode morrer e viver para sempre ao mesmo tempo e sob o mesmo aspecto!
    Ainda há mais uma observação, permita-me, senhor blogueiro. A expressão "final de domingo" está gramaticalmente incorreta! "FINAL" é um adjetivo, o que significa que estaria correto o seu uso nas seguintes expressões: Amanhã acontecerá a corrida final de Fórmula 1.
    Agora, no que tange ao substantivo "FIM", este seria o correto. Como exemplo, permita-me usar a sua frase, desta vez, com a devida correção em letras caixa alta: "Era esse meu objetivo: agradar os leitores com uma curiosa e divertida postagem no FIM de domingo e ganhaR visualizações." Como ver, "nobre" blogueiro, o senhor se preocupa tanto com a vida privada dos outros e esquece de estudar mais um pouco, a fim de se preocupar em postar notícias dignas de um jornalismo não sensacionalista, que de verdade se preocupa com o registro de fatos que contribuam com a informação e desenvolvimento intelectual dos seus leitores.
    Ah, desculpe-me...! Havia esquecido que esse comportamento ético não faz parte da "imprensa marrom"!

    Até um dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RESPOSTA:

      Meu fi, com esse teu léxico só posso imaginar que vc saiu dos porões do século 18. Ainda vem com Aristóteles em pleno século XXI!!! Cruzes!!! Larga de axiomas, meu rapaz e entra na nossa realidade de panelada de mercado. kkkkkkkkkkkkk Tomás, sugiro umas boas doses de Saussure. O cara é massa!!!

      Excluir
  18. Mizera se não tem dinheiro come no mato mesmo kkkkkk

    ResponderExcluir
  19. "ARISTÓTELES TOMÁS DE AQUINO"10 de junho de 2017 03:13

    Eta, Carlinhos Filho...! Você apelou para a falácia do "Argumentum ad hominem"! Isso é jogo sujo de quem não tem o que argumentar dentro do contexto proposto! Fazer o quê...?

    Um abraço fraternal e que tudo fique Justo e Perfeito.

    "Aristóteles Tomás de Aquino".'.

    ResponderExcluir

Facebook

Visualizações deste blog desde março de 2012

Em Pedreiras e Trizidela do Vale


,

Matricule-se no Faculdade W. F.



+ Lidas